Polí­cia

54321

Acusado de matar vizinha adolescente de 14 anos a facadas em Araçatuba é condenado a 30 anos de prisão

De acordo com o Ministério Público, Daniel Gaspar Barbosa recebeu a pena máxima por ter cometido homicídio triplamente qualificado.

ARAÇATUBA - O criminoso Daniel Gaspar Barbosa, acusado de matar a facadas a adolescente Júlia de Lima Mendes, foi condenado a 30 anos de prisão em regime fechado. O julgamento foi realizado nesta quarta-feira (21), no Fórum de Araçatuba (SP).

De acordo com o Ministério Público, Daniel Barbosa recebeu a pena máxima prevista em lei. Ele não terá o direito de recorrer da sentença em liberdade.
 
O crime foi registrado no bairro Água Branca, em Araçatuba (SP), no dia 19 de janeiro de 2019. Na época, a estudante, de 14 anos, foi atacada dentro da própria casa. Familiares tentaram socorrer Júlia, mas a vítima não resistiu aos ferimentos.
 
Daniel foi preso no dia 21 de janeiro de 2019. Indagado, ele disse que cometeu o assassinato porque estava foragido desde uma saidinha do Dia das Mães da penitenciária de Bauru, onde cumpria pena pelo assassinato da companheira, e acreditava que a adolescente e a mãe tinham feito a denúncia à polícia.
 
Durante o julgamento, Daniel não esteve presente. Ele acompanhou tudo por vídeo conferência da penitenciária de Andradina (SP), onde segue preso.
 
O Ministério Público pediu a condenação do acusado pelo crime de homicídio triplamente qualificado. Todas as qualificadoras foram aceitas pela Justiça. A defesa do réu disse que vai recorrer da decisão.
 
Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole