Acontece

55794

NESTE “NOVO TEMPO NOVO” QUE SE CHAMA HOJE...

“O valor das coisas não está no tempo que elas duram, mas na intensidade com que acontecem."

No mês de outubro, 25, pode-se escrever, ainda de acordo com diversos pareceres médicos que estou no meu “segundo tempo de vida”, ou seja, o “primeiro tempo” faz parte de um passado quase que distante de tudo e todos...

Entretanto, não tem como deixar de lado os acontecimentos deste outro tempo que foram vividos de um jeito ou de outro, ainda, da melhor forma possível e ponto quase final...

Mas, o presente é o que faz parte deste “jogo” que poderá ter ou não uma prorrogação em meio aos desencontros que fazem parte deste processo visando continuar aproveitando este tempo novo tempo...

Pode-se esperar que muitas possibilidades daqui pra frente, tendo em vista que “o tempo continua sendo o tempo deste mesmo tempo”, portanto, cada qual com suas escolhas de um jeito ou de outro...

Escreveu o poeta do outro tempo, ou seja, “nada é para sempre”, assim, as pessoas de um jeito ou de outro estão em busca de alguma coisa neste cenário mais do que interessante para quem “viveu de novo” como dizem os médicos deste e do outro lado de um mesmo lado...

Então, nada mais interessante do que continuar jogando este “segundo tempo” de acordo com as possibilidades e táticas mediadas pela vontade de aproveitar tudo e mais alguma coisa neste novo tempo novo...

Também, só que vive este “tempo” pra saber como correr atrás do “tempo do tempo sem o tempo”, além do mais ou de menos, como sempre, depende sempre deste ou daquele olhar sobre o tempo do tempo em busca do tempo...

Pode ser que sim ou não, ainda, muito pelo contrário que tais fatos ocorreram por causa de um objetivo que está além deste tempo, todavia, torna-se necessário estar em conexão com todas as alternativas mediadas por este tempo novo tempo...

Algumas pessoas próximas estão sempre questionando se “encontrei alguma luz do outro lado”, isso é, considerando que quase, ou melhor, estive próximo daquele outro tempo do tempo, porém, confesso que do “jeito que fui, voltei...”

Não encontrei nada de nada, muito pelo contrário, quando “acordei” estava em uma cama na “UTI CARDÍACA” da Santa Casa de Marília, sendo que a estadia se prolongou por 10 dias sem tempo neste mesmo tempo do meu tempo...

Faz-se necessário agradecer muitas pessoas que estiveram do meu lado neste tempo do meu tempo, ainda, foi um tempo sem o tempo, haja vista as ocorrências deste período mais do que interessante para quem busca estar sempre em conexão com o tempo do tempo sem o tempo...

Outra coisa deste mesma coisa, este texto busca registrar a importância deste “novo tempo novo” para muitos desencontros com o “tempo novo tempo”, tal qual um relógio que trabalha sem parar para nada de nada neste contexto plural e singular ao mesmo tempo do tempo...

Finalizando este tempo do tempo, deve-se destacar que no meu primeiro tempo, o ponto de partida era o dia 13 de agosto, ou seja, “leonino” tendo com “o sol e o fogo” como ponto de partida...

Porém, neste segundo tempo, 25 de outubro, uma nova proposta para continuar neste tempo novo tempo sob a proteção e o domínio de outra referência por meio da astrologia, a saber, “escorpião”...

De um jeito ou de outro, são duas forças consideráveis neste novo tempo novo que se chama hoje, além do mais ou de menos, não sei ao certo, ter um “leão” do lado e do outro lado, um “escorpião” não é pra qualquer tempo do tempo...

Quem viver este tempo vai saber o que é este tempo novo tempo...

 

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole