Web

47619

Crianças devem sentar menos e brincar mais, diz Organização Mundial de Saúde

Quase um quarto dos adultos e 80% dos adolescentes não são suficientemente ativos fisicamente

INTERNACIONAL - As crianças devem sentar menos e brincar mais para poder crescer saudáveis. Essa é a orientação mais recente da Organização Mundial da Saúde.

De acordo com a OMS, quase um quarto dos adultos e 80% dos adolescentes não são suficientemente ativos fisicamente.

Por isso, segundo as novas diretrizes da Organização, as famílias devem aproveitar a primeira infância das crianças para adotar padrões de estilo de vida saudáveis.

As principais orientações são incentivar atividade física, reduzir o tempo de sedentarismo e garantir o sono de qualidade em crianças pequenas - o que melhora a saúde física e mental e ajuda a prevenir a obesidade infantil e outras doenças associadas ao sedentarismo que surgem com o passar dos anos.

Crianças com menos de um ano, por exemplo, devem brincar bastante no chão.

Para os que bebezinhos, que ainda não andam, a recomendação é ficar pelo menos 30 minutos em posição de bruços em diferentes períodos do dia enquanto estão acordados.

Já as crianças maiores devem gastar pelo menos 3 horas por dia brincando - e, quanto mais tempo, melhor.

Ainda segundo as mais recentes diretrizes da OMS, crianças com menos de 2 anos não devem ter contato com telas de TVs, celulares ou tablets e, até os 4, não devem ficar mais de uma hora diante desses dispositivos.

Na avaliação da OMS, a leitura e a contação de história, independentemente da idade da criança, são opções melhores que as telas eletrônicas para os períodos de sedentarismo.

Lojas Real 98 (web) - 26/04/19

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole