- Atualizado em 10:49

Variedades

49835

Turismo: moradores de Lucélia lamentam falta de ação para com Salto Botelho

Pelas redes sociais, fotos de abandono do Clube de Campo Max Wirth

LUCÉLIA - Fechado por questões sanitárias há cinco anos pelo menos, o Clube da Campo Max Wirth poderia ser um espaço onde Lucélia teria uma opção para desenvolvimento turístico importante.

O local foi interditado em 2015 pela Vigilância Sanitária do município. As piscinas foram esvaziadas na época para evitar a proliferação de mosquitos transmissores de doenças e acidentes. Pelas redes sociais, moradores de Lucélia e antigos frequentadores do local lamentaram a situação de abandono passados cinco anos desde o fechamento do Clube.

Apontado como um dos pontos turísticos de maior potencial na Alta Paulista, o Salto "Carlos Botelho" também não recebe investimentos para retornar seu potencial sócioeconômico.

Desde 2017 a posição é a mesma

Desde quando foi interditado em 2015, a Prefeitura de Lucélia tem a responsabilidade quanto às dependências do Clube de Campo, que ficou por 50 anos sob administração de terceiros, mediante comodato. Em junho de 2015  o então presidente do Clube de Campo foi até a Prefeitura para a rescisão amigável do contrato de permissão de uso, que venceu em dezembro de 2014, devolvendo o bem para a municipalidade.

Ou seja: o Clube "Max Wirth" também é problema da Prefeitura de Lucélia. E agora?

 

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole