Variedades

46521

Relação entre álcool e câncer é comprovada por estudo

Pesquisas já indicaram seus efeitos negativos no corpo, principalmente no intestino e mama

INTERNACIONAL - Não é novidade que o álcool é prejudicial à saúde. Inúmeras pesquisas já indicaram seus efeitos negativos no corpo, principalmente em locais como intestino e mama.

Atualmente, mais uma má consequência foi apontada: um estudo realizado pela Universidade de Cambrigde e publicado no periódico científico Nature comprovou a relação entre o consumo de álcool e o aparecimento de câncer. Segundo os pesquisadores, a ingestão de álcool interfere permanentemente no DNA das células-tronco, o que é um grande aumentativo do risco de câncer.

Eles explicam que uma quebra no metabolismo estimula os cromossomos a se emparelharem aleatoriamente, mudando para sempre as sequências de DNA nas células, que se multiplicam rapidamente para diversos tecidos do corpo, ocasionando no surgimento de tumores.

LabVida 109 (variedades) - 26/12/18

Os cientistas também analisaram a defesa do corpo diante do álcool. Uma enzima chamada aldeído desidrogenase (ALDH) é capaz de catalisar e quebrar o subproduto maléfico do álcool. Nos testes com cobaias, os ratinhos sem a ALDH tiveram seu DNA afetado até quatro vezes mais. Esse dado é preocupante, pois, assim como os animais, milhões de pessoas ao redor do mundo não possuem essa enzima.

Além disso, disse o líder do estudo, Ketan Patel, “é importante lembrar que a liberação do álcool e os reparos no DNA não são perfeitos e o que o álcool ainda pode causar câncer de vários outros jeitos, mesmo em pessoas com esses mecanismos de defesa em ordem”.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole