Variedades

50913

Papa Francisco 'demite' padre de Tupã que estava sob investigação desde 2015

Padre Clécio Ribeiro, que estava afastado desde dezembro de 2015

MARÍLIA - A Diocese de Marília, anunciou nesta terça-feira o afastamento definitivo do padre Clécio Ribeiro, que agora deixa de ser sacerdote da Igreja Católica após decisão emitida pelo Papa Francisco.
 
A circular assinada pelo bispo diocesano Dom Luiz Antonio Cipolini informa que a decisão do papa é “inapelável e não está sujeita a qualquer recurso”.
 
O afastamento do padre se deu após o término do processo de investigação interna de “denúncias graves” que culminaram com a decisão tomada pelo Papa Francisco.
 
O padre Clécio Ribeiro havia sido afastado no dia 4 de dezembro de 2015 e, desde então, passou por todo o processo canônico até ter decretada a sua "demissão do estado clerical".
 
Na época das denúncias e de seu afastamento, o padre, nascido em Tupã (SP), era reitor da Catedral de São Bento em Marília.
 
A Igreja não divulgou o motivo de seu afastamento e posterior demissão.
 
Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole