Tv, Teatro e Música

41711

Globo afasta William Waack após vazamento de vídeo

Jornalista diz que não se lembra da fala

RIO DE JANEIRO - O jornalista William Waack não apresentou o Jornal da Globo desta quarta-feira (8). E não voltará à bancada pelos próximos dias. A Globo decidiu afastar o âncora do jornalístico após vazar na internet um vídeo em que Waack faria comentários racistas em um intervalo do programa.

No comunicado divulgado à imprensa, a emissora afirma que é "visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações" e aponta que o vídeo de Waack tem "comentários, ao que tudo indica, de cunho racista".

No vídeo, gravado há exatamente um ano, Waack estava em Washington para a cobertura das eleições dos Estados Unidos. Ele se preparava para entrar no ar ao vivo quando um motorista passa na rua, buzinando.

"Está buzinando por que, seu merda do cacete?", reclama Waack. Em seguida, ele se vira para o comentarista Paulo Sotero e afirma: "Deve ser um, com certeza, não vou nem falar de quem, eu sei quem é. Sabe o que é?".

Sotero parece confuso e Waack move sua boca em um cochicho inaudível. Segundo internautas, ele teria dito "Preto, né? É coisa de preto com certeza". Segundo o comunicado da Globo, Waack afirmou não se lembrar do ocorrido, mas pediu desculpas.

Durante o afastamento de Waack, a jornalista Renata Lo Prete comandará o Jornal da Globo. No início do telejornal desta madrugada (9), ela leu o texto do comunicado que anunciou o afastamento do apresentador.

Confira o comunicado da Globo na íntegra

"A Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida."

"Nele, minutos antes de ir ao ar num vivo durante a cobertura das eleições americanas do ano passado, alguém na rua dispara a buzina e, Waack, contrariado, faz comentários, ao que tudo indica, de cunho racista. Waack afirma não se lembrar do que disse, já que o áudio não tem clareza, mas pede sinceras desculpas àqueles que se sentiram ultrajados pela situação."

"William Waack é um dos mais respeitados profissionais brasileiros, com um extenso currículo de serviços ao jornalismo. A Globo, a partir de amanhã [9], iniciará conversas com ele para decidir como se desenrolarão os próximos passos."

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole