- Atualizado em 16/12/2017 06:56

Tecnologia

42187

Netflix ironiza usuários e reacende discussão sobre privacidade

"Às 53 pessoas que assistiram a 'O Príncipe de Natal' todos os dias nos últimos 18 dias: quem machucou vocês?", diz mensagem publicada no Twitter

INTERNACIONAL - A Netflix recebeu críticas no Twitter depois de zombar de internautas que assistiram por 18 dias seguidos a um filme que ela mesma produziu, O Príncipe de Natal.

A produção é um romance que conta a história de uma jornalista enviada a trabalho para cobrir a história de um príncipe prestes a se tornar rei. O filme tem duração de 1 hora e 32 minutos — 98% dos assinantes da Netflix classificaram o conteúdo como relevante.

Na mensagem publicada na rede social, a empresa questiona: “Às 53 pessoas que assistiram a O Príncipe de Natal todos os dias nos últimos 18 dias: quem machucou vocês?”.

O post, que começou em tom de brincadeira, marca registrada da Netflix ao interagir com os usuários, acabou levantando um debate sobre dados aos quais a empresa têm acesso e falta de privacidade.

“Um tuíte oficial demonstra que a empresa usará dados para ridicularizar usuários; a Netflix não respeita sua base de consumidores e suas preocupações em torno do uso equivocado de dados pessoais”.

Em meio as críticas, a Netflix chegou a ironizar “Sim, minha agenda do mal está finalmente funcionando”.

“Porque você está expondo as pessoas desse jeito, Netflix?”, questionou a escritora Amanda Bell.

Foi o tweet de Amanda que acabou repercutindo entre os usuários do Reedit, site dedicada a fóruns sobre assuntos variados. Com a discussão, um dos internautas resolveu compartilhar sua experiência com a Netflix.

“Eu estava em uma crise de depressão, sem trabalhar e de férias da faculdade. Acabei não fazendo nada além de assistir à Netflix e terminei de assistir a série The Office em um período de cinco a dez dias”, escreveu.

A série conta com um total de nove temporadas, com episódios que duram, em média, 30 minutos.

“Então eu recebi um e-mail da Netflix perguntando se estava tudo bem porque meus hábitos de consumo haviam mudado — eu estava com a minha conta logada por mais de uma semana sem parar e eles queriam checar se estava tudo bem já que minhas visualizações passaram a ser bem mais frequentes”, continuou.

“Honestamente, mesmo sendo um e-mail padrão de um estranho no serviço ao usuário da Netflix, isso me fez sentir melhor, porque pelo menos uma pessoa estava se importando comigo.”

O usuário ainda explicou que o fato aconteceu há três anos e meio e que ainda sofre de depressão, mas que está bem melhor.

Procurada, a Netflix Brasil informou que a privacidade dos hábitos de visualização dos assinantes é importante para a empresa. “A informação representa tendências gerais de visualização e não informações pessoais de indivíduos específicos e identificados.”

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole