Saúde

43497

Síndrome da Mão-Pé-Boca leva mobilização entre secretarias de Saúde e Educação em OC

Surto atingiu mais de 100 crianças já em Adamantina

OSVALDO CRUZ - Uma doença conhecida como Síndrome da Mão-Pé-Boca e que acomete crianças em idades de ensinos infantil e  fundamental, causou preocupação em Osvaldo Cruz e levou autoridades das secretarias de Educação e Saúde a se unirem para evitar de forma preventiva um surto da virose.

Em Adamantina foram contaminadas crianças de até sete anos e houve a morte de uma criança de um bebê de um ano e 10 meses, que frequentava a Emei (Escola Municipal de Educação Infantil) Sonho de Criança, no bairro Mário Covas.

A preocupação ocorre depois que pelo menos 100 crianças foram acometidas pela doença em Adamantina e já há informações de casos também em Parapuã e cidades vizinhas.

Morte em Adamantina

Gabriel Valentin de Souza foi internado no dia 20 de março na Santa Casa de Adamantina, em estado febril, e foi liberado no dia seguinte. Com uma piora no estado do menino, a mãe o levou para um neurologista em Marília, que identificou uma hipertensão intracraniana. Diante de um estado de saúde já grave, a criança ficou internada no Hospital Materno Infantil, onde morreu na segunda-feira (2).

Após a divulgação do caso, o secretário de Educação, Osvaldo José, descartou novo caso de meningite na cidade em entrevista a rádio Life FM. Porém, na quarta-feira (4), a Secretaria Municipal de Saúde divulgou que a causa do falecimento da criança era mesmo meningite viral. “A informação inicial era que se havia descartado a doença. Porém, quando tivemos acesso à declaração de óbito constava que era meningite viral”, informou o secretário de Saúde, Gustavo Rufino.

Morte da criança

A enfermeira técnica da Secretaria de Saúde, Rosemary Mantovani, explicou que Gabriel teve amidalite – inflamação na garganta – e foi internado, bem como afastado da creche. Na época, começou na unidade de educação um surto de diarréia e o surgimento da Síndrome da Mão-Pé-Boca.

“Esta doença, como é causada por Enterovirus A71, pode ter complicação, que dependendo do caso imunológico da criança pode evoluir em uma encefalite, a meningite, alterações neurológicas desencadeadas pela complicação da própria doença”, explicou a enfermeira ao IMPACTO.

Esta é a segunda morte por meningite registrada em Adamantina em seis meses. Em outubro, uma criança de 7 anos, que frequentava a escola Eurico Leite de Moraes, no Jardim Adamantina, morreu por meningite bacteriana.

Síndrome da Mão-Pé-Boca

Em Osvaldo Cruz, autoridades realizaram reunião nesta semana entre equipes da Secretaria da Saúde e Educação onde discutiram estratégias para evitar o contágio  e um surto da doença.

O principal cuidado para se evitar a doença, segundo a Secretaria de Saúde, é a higienização física e pessoal. “As recomendações giram em torno dos cuidados com a higiene física e também pessoal. Lavagem das mãos e dos alimentos, separar chupetas e mamadeiras, e limpeza de superfícies”, disse a médica Natalia Deo Gasparoto.

Ainda, segundo a médica, a doença não tem tratamento específico. “O que existe é tratamento para os sintomas. Amidalite, um antibiótico se for o caso. Febre, um antitermico. Hidratação, e assim por diante. Orientamos também que o profissional médico não pense na internação como primeira opção. A criança já esta debilitada, e se tiver condições de fazer este tratamento em casa que é assintomático, não é exclusivo, então deve-se evitar a internação”, disse.

Procedimentos

Todas as escolas e creches receberam orientações de como proceder em caso de registro da Síndrome Mão-Pé-Boca. “Todas as orientações foram passadas nas escolas, estão tomando cuidados redobrados na higienização dos locais e alimentos. As crianças devem ir à escola e creche. Porém, como é viral, não podemos garantir se pegarão ou não a doença, já que até em casa corre risco”, pontuou a secretária de Educação, Maria Leny Scramin.

 

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole