- Atualizado em 09:30

Saúde

46106

Osvaldo Cruz perde médica cubana com o fim do programa 'Mais Médicos'

Secretária de Saúde deve participar de reunião em São Paulo na semana que vem

OSVALDO CRUZ - O município de Osvaldo Cruz deve perder a médica cubana Tamara Gonzales Pena. Ele é uma das profissionais que até o fim do ano deixam o Brasil com volta para Cuba, a partir da decisão do governo daquele país em por fim ao programa Mais Médicos, mantido com o governo brasileiro.

A profissional atende no posto do bairro Mira Ira. Em sua área de cobertura moram 4 mil habitantes e a profissional atende em média a 25 pacientes por dia, segundo a secretária de Saúde de Osvaldo Cruz, Ivete Alves Conca. Em Osvaldo Cruz há atualmente 8 equipes de Saúde da Família.

A gestora confirmou que na cidade o impacto do programa 'Mais Médicos' será pequeno, mas cidades como Adamantina onde há entre 6 e 7 médicos cubanos a situação pode ser complicada.

Oftalmos 54 (saúde) - 16/11/18

Saídas de médicos cubanos devem deixar milhões sem atendimento

Cuba enviava profissionais ao Brasil desde 2013. No Mais Médicos, pouco mais da metade dos profissionais – 8,47 mil dos mais de 16 mil profissionais – vieram de Cuba.

Segundo a Confederação Nacional dos Municípios, a saída dos médicos cubanos afetará mais de 28 milhões de pessoas que vivem em municípios onde só há medicos do país.

Entre os 1.575 Municípios que possuem somente médico cubano do programa, 80% possuem menos de 20 mil habitantes. Dessa forma, a saída desses médicos sem a garantia de outros profissionais pode gerar a desassistência básica de saúde a mais de 28 milhões de pessoas.

 

 

 

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole