Saúde

49652

Com 155 doentes, Prefeitura decreta Estado de Emergência em Osvaldo Cruz devido a epidemia de dengue

A Prefeitura de Osvaldo Cruz decretou estado de emergência por causa da epidemia de dengue que atinge o município e já fez 155 doentes só neste ano e

O Decreto 4.419/2020 do Prefeito Edmar Mazucato autoriza o Município a tomar todas as medidas legais necessárias para o controle da dengue e ainda outras doenças transmitidas pelo mesmo mosquito, o Aedes Aegypti.

"As medidas de controle deverão ser adotadas pela população e pelo Poder Público e fica autorizada a contratação temporária de pessoal" para combate à epidemia de dengue, além da Secretaria Municipal de Saúde "requisitar pessoal e equipamentos de outras secretarias de Governo para combate aos focos de proliferação do mosquito", dizem trechos do documento

A Prefeitura informa que também pelo Estado de Emergência fica dispensada licitação para a contratação de serviços ou compra de bens necessários ao enfrentamento da epidemia.

Num primeiro momento serão utilizadas equipes da Secretaria de Saúde, Defesa Civil e Vigilância Epidemiológica, mas não descarta a possibilidade de convocação de outros segmentos da Administração a fim de combate à dengue e outras doenças transmitidas pelo mesmo vetor.

O Decreto traz um quadro preocupante da dengue em Osvaldo Cruz:

- 2009: 49 casos (ao ano);

- 2010: 817 casos (ao ano);

- 2011: 15 casos apenas;

- 2012: 1 caso;

- 2013: 1221 casos;

- 2014: 212 casos;

- 2015: 827 casos:

- 2016: 208 casos;

- 2017: 1 caso confirmado;

- 2018: 2 casos confirmados;

- 2019: 1.161 casos ao todo.

O Decreto ainda considera que há um novo tipo de vírus em circulação e que a maioria dos moradores de Osvaldo Cruz estão suscetíveis à dengue e seus agravantes com risco de morte. No Estado de São Paulo já houve duas mortes por dengue só em 2020.

Pelo mesmo documento a Prefeitura sinaliza a necessidade de uma estratégia de limpeza em locais públicos e particulares e também um aumento considerável na procura de pacientes pelos serviços de saúde.

Os detalhamentos das ações serão agora organizados pela Secretaria Municipal de Saúde diante do Decreto de Estado de Emergência.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole