Regional

44251

Professora é flagrada ao tentar entrar em presídio com celulares, estimulante sexual e fios em Pacaembu

Mulher de 46 anos é contratada pelo Estado para dar aulas aos detentos que cumprem pena na unidade

PACAEMBU - Uma professora de 46 anos foi flagrada nesta sexta-feira (8) ao tentar entrar na penitenciária em que trabalha, em Pacaembu, com cinco celulares, quase 200 comprimidos de medicamento estimulante sexual, fiação elétrica e porções de massa epóxi.

A professora é contratada pelo Estado para dar aulas a presos que cumprem pena na unidade.

Ela foi encaminhada à Delegacia da Polícia Civil, juntamente com os produtos apreendidos, para prestar esclarecimentos sobre o caso e o registro de um Boletim de Ocorrência. A professora vai responder ao inquérito policial em liberdade.

Em nota, a Diretoria Regional de Ensino de Adamantina, que responde pela área onde fica a penitenciária em Pacaembu, informou que a professora foi imediatamente afastada de suas funções.

“A partir de agora, o caso será investigado pelas autoridades competentes”, concluiu o órgão estadual.

 

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole