Regional

41800

Estudantes e ativistas fazem ato após casal gay relatar discriminação em lanchonete

Manifestantes se reuniram em frente a comércio em Marília (SP) onde o dono teria repreendido rapazes por namorarem no local

MARÍLIA  -Estudantes da Unesp e ativistas do movimento LGBT de Marília (SP) fizeram um protesto na noite de terça-feira (14) em frente a uma lanchonete após um casal gay relatar ter sido vítima de homofobia no local. O gerente do comércio nega ter agido com discriminação.

O caso que gerou a manifestação teria acontecido no último dia 1º. O estudante conta que estava com seu namorado quando o dono da lanchonete e um dos garçons pediram que eles parassem com “essas coisas”. O relato foi feito em uma rede social de estudantes da Unesp e ajudou a reunir adeptos para a manifestação desta terça-feira.

O estudante, que prefere não se identificar, afirma os dois estavam de mãos dadas e trocaram alguns "selinhos".

“A moça que nos atendeu viu que estávamos de mãos dadas, mas o que me chocou foi que num período de 5 minutos veio o funcionário e o dono nos advertindo, de forma rude, como se estivéssemos nos ‘pegando’ de forma explícita ou sexualizada. Mas sequer trocamos um beijo mais demorado. Lá mesmo [na lanchonete] vi casais héteros em situações bem mais quentes sem qualquer advertência”, diz o estudante.

Ainda segundo o rapaz, ele e seu companheiro se sentiram constrangidos com a ação do empresário e do garçom e, por isso, foram embora.

 

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole