- Atualizado em 15:43

Regional

50064

Casal mata vizinho com golpes de faca e capacete em Presidente Prudente

Crime ocorreu no Jardim Maracanã após uma discussão entre os envolvidos. Vítima chegou a receber atendimento médico do Corpo de Bombeiros, mas não res

PRESIDENTE PRUDENTE - Um homem de 33 anos foi assassinado na noite deste sábado (28), no Jardim Maracanã, em Presidente Prudente. Um casal suspeito de ter cometido o crime foi preso em flagrante.

De acordo com as informações contidas no Boletim de Ocorrência, uma equipe da Polícia Militar foi acionada para comparecer ao local, onde um casal se envolveu em uma briga com a vítima e desferiu-lhe facadas. Após o crime, o casal fugiu em um veículo de transporte por aplicativo.
 
Os policiais descobriram que a dupla foi para a casa da mãe da suspeita e se deslocaram até o local.
 
Os dois suspeitos estavam no imóvel, sentados tranquilamente em cadeiras de área na frente da residência, segundo o boletim.
 
Em princípio, o homem deu o nome de outra pessoa aos militares e disse não saber de nada. Depois de ser identificado, ele recebeu voz de prisão.
 
Nesse momento, a mulher começou a gritar que tinha sido legítima defesa o que havia feito e partiu para cima de uma policial, mas foi contida.
 
Conforme o documento policial, os militares foram informados no local do crime de que havia ocorrido uma briga, onde o homem suspeito deu facadas na vítima e a mulher capacetadas.
 
O suspeito relatou aos policiais que estava chegando da rua com sua esposa, com um fardo de cerveja, quando a vítima, que morava em frente, mexeu com sua mulher e ambos começaram a discutir.
 
Segundo o relato do suspeito, a vítima disse que não ficaria assim e, logo em seguida, voltou com outro homem em uma picape. Se iniciou uma nova discussão, o suspeito entrou em sua casa, pegou uma faca, voltou e deu uma facada no peito da vítima, conforme o boletim.
 
O homem ainda disse aos militares que, toda vez que chegava em casa, a vítima o encarava e por isso foi tirar satisfação com ela, quando começou a discussão que terminou em crime.
 
Já a mulher disse aos policiais que no momento dos fatos sofreu um “apagão” e gritava que tinha sido legítima defesa.
 
A dupla recebeu voz de prisão e foi encaminhada para a Delegacia Participativa da Polícia Civil.
 
Mob Bom 214 (regional) - 30/03/2020
 
Vítima agonizando
 
Os primeiros policiais que chegaram no local do crime viram o portão da residência aberto e a vítima caída no chão, de lado, no fundo do imóvel e agonizando com perfuração no peito.
 
Segundo o boletim, os militares perguntaram para a vítima quem era o autor e ela respondeu baixo, mas os policiais conseguiram entender o nome do suspeito.
 
Uma equipe do Corpo de Bombeiros compareceu ao local e tentou diversas manobras de reanimação na vítima, mas ela não resistiu e morreu. O óbito foi constatado por um médico que integrava a equipe dos bombeiros.
 
Os policiais foram informados por populares que a vítima teve um desentendimento com o casal, sendo que a mulher desferiu capacetadas no vizinho e o homem uma facada no peito e outra nas costas. Ainda segundo o boletim, a vítima correu para os fundos de sua casa, onde morava sozinho.
 
Na delegacia, os dois suspeitos, de 19 e 26 anos, permaneceram calados.
 
Eles tiveram as prisões ratificadas e permaneceram na unidade policial. O caso será encaminhado para uma delegacia especializada para o prosseguimento das investigações, segundo o documento policial.
 
Foi requisitado exame necroscópico para a vítima.
 
O caso foi registrado como homicídio qualificado por motivo fútil.
Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole