- Atualizado em 05/11/2019 16:34

Regional

48940

Carta apreendida na Penitenciária de Presidente Bernardes contém nova ameaça a promotor do Gaeco

A carta revela detalhes – um endereço onde estariam armas e explosivos – e que o plano envolve uma fuga para a Bolívia e para o Paraguai

PRESIDENTE PRUDENTE - A Polícia Civil e o Ministério Público Estadual (MPE) revelaram a existência de uma nova carta ameaçando a vida de agentes públicos na região de Presidente Prudente. A carta foi apreendida na semana passada, na Penitenciária “Silvio Yoshihiko Hinohara”, a P1, em Presidente Bernardes (SP), e diz que o "promotor do Gaeco tem que morrer esta semana".

A referência, segundo o próprio MPE, é ao promotor de Justiça Lincoln Gakiya, que atua no Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e foi o autor do pedido de transferência de lideranças da facção criminosa que controla o crime no Estado de São Paulo para presídios federais.

A carta revela detalhes – um endereço onde estariam armas e explosivos – e que o plano envolve uma fuga para a Bolívia e para o Paraguai.

Castilho 332 (regional) - 30/10/2019

Ações policiais foram realizadas em endereços do Conjunto Habitacional João Domingos Netto, em Presidente Prudente (SP), onde foram encontrados documentos e anotações de contas bancárias – o armamento e o restante do material não foram localizados.

O mesmo promotor de Justiça também já foi alvo de outras ameaças do crime organizado descobertas através da apreensão de cartas em unidades prisionais na região de Presidente Prudente e, por isso, conta com segurança reforçada em escolta da Polícia Militar para a sua proteção.


 

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole