- Atualizado em 10:55

Regional

45661

Bolsonaro lidera em 48 cidades no primeiro turno

Votação do candidato a presidente superou 260 mil votos contra pouco mais de 80 mil de Haddad

REGIONAL - No domingo, o candidato a presidente da República, Jair Messias Bolsonaro (PSL), foi a escolha de 58,62% do eleitorado da 10ª RA (Região Administrativa) do Estado de São Paulo, composta por 53 cidades. Dos 456.850 votos válidos computados durante o pleito eleitoral, 267.829 foram destinados ao militar, que apresentou o melhor desempenho em 48 municípios. Seu adversário para o segundo turno, Fernando Haddad (PT), recebeu 80.518 votos (17,62%) e levou a melhor nas outras cinco cidades, sendo elas, Caiuá, Euclides da Cunha Paulista, Marabá Paulista, Mirante do Paranapanema e Sandovalina.

O coordenador regional do PT (Partido dos Trabalhadores), Felício Cláudio Coelho Gomes, atribui o cenário ao fato de esses locais reunirem um grande número de assentamentos, que são “parceiros” do partido. Fica de fora da disputa decisiva o PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira), representado por Geraldo Alckmin. Na região, o tucano computou 49.126 dos votos válidos (10,75%), ficando à frente de Ciro Gomes (PDT), com 32.034 votos (7,01%). Os dados foram levantados junto ao sistema Divulga, atualizado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Água na Boca 23 (regional) - 09/10/18

O representante do PSL na região de Prudente, Luiz Antonio Nabhan Garcia, comemora os quase 50% atingidos por Bolsonaro em âmbito nacional e agora espera que os brasileiros se mobilizem para “impedir que o PT retorne ao poder e devolva o país a uma situação de trevas”. Orienta ainda que todo eleitor esteja de olho nas urnas eletrônicas e, caso constate algum erro ou dificuldade na hora de votar, não tenha receio em procurar as autoridades para relatar o problema.

Felício afirma que, se consideradas as eleições anteriores, o PT sempre teve pouco alcance na região de Prudente, “acostumada a eleger candidatos filiados ao PSDB”. No entanto, destaca alguns nichos onde a preferência por candidatos do partido é maior – os chamados “corredores vermelhos” –, onde residem famílias assentadas. Ele argumenta que, nesse sentido, o objetivo da diretoria regional para o segundo turno é tentar minimizar o quadro de adversidade que encontra por aqui e dialogar com a comunidade, eliminadas algumas dificuldades internas que acompanharam a sigla no período anterior ao primeiro turno, como o anúncio tardio da candidatura de Fernando Haddad, inicialmente cotado para ser o vice de Luiz Inácio Lula da Silva.

O petista aponta que, mesmo diante de todas as polêmicas que recaíram sobre o PT nos últimos anos, o partido ainda consegue se manter no cenário político, diferente do PSDB, que “sofreu derrotas significativas nas eleições deste ano”. Questionado se Bolsonaro é uma ameaça à permanência do governo petista no poder, o coordenador regional pondera que o militar é, na realidade, uma “ameaça à democracia e não possui um plano de governo que represente a população em sua totalidade”. “Lamentamos o que ocorreu com ele e não desejamos a nenhum ser humano, mas, doente ou não, ele dificilmente participa dos debates e não está apto para administrar o país”, avalia.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole