Polí­tica

44026

Vereadores de Sagres pedem intervenção do Ministério Público contra cobranças abusivas de contribuição de iluminação pública

Legisladores fundamentam pedido afirmando que há cobranças até mesmo de proprietários rurais

SAGRES - O que era para ser uma obediência a recomendação do Tribunal de Contas do Estado tem se tornado motivo de distorções e injustiça tributária. Em resumo este é o sentido de um ofício enviado pelo vereador Roberto Pires e Antonio Luiz Alves, da Câmara Municipal de Sagres.

Segundo os dois legisladores, a maioria dos contribuintes é contrária à cobrança como tem ocorrido devido a distorções quanto a valores e até mesmo envio de conta a pagar nesse sentido a morador da zona rural de Sagres, onde sequer há iluminação pública.

Os vereadores fundamental o ofício como abusiva a cobrança se comparada a política de exigência com a de outros municípios. "Também há cobranças diferenciadas de empresas e que a forma como se dá a cobrança fere-se os princípios da igualdade, isonomia, proporcionalidade e razoabilidade quando comparada com municípios do mesmo porte ou até maiores", afirmam.

Os vereadores protocolaram junto à Promotoria um abaixo-assinado, a cópia da lei que instituiu a CIP (Contribuição de Iluminação Púlica) e ainda comparativos de cobranças com outras cidades.

 

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole