Polí­tica

51022

Vereador Pazotto pergunta: 'será que a Santa Casa está aparelhada para atender pacientes com a Covid-19?'

Santa Casa responde que informações estão disponíveis em sítio eletrônico e junto ao Ministério Público

OSVALDO CRUZ - O Vereador Roberto Pazotto (PV) publicou resposta da Santa Casa a uma segunda solicitação sua quanto aos gastos realizados pela Santa Casa na compra de equipamentos para enfrentar a pandemia da Covid-19.

Anteriormente,  Pazotto enviou ofício à Santa Casa onde pediu explicações sobre a prestação de contas de uma verba total de R$ 676.017,87 destinada ao hospital a partir de um acordo judicial celebrado entre o Ministério Público local e a Prefeitura de Osvaldo Cruz referente a uma ação civil pública que estava em andamento e na qual o Município  deveria pagar uma multa no valor mencionado.

A Prefeitura e a Promotoria firmaram o acordo para que o valor da multa permanecesse em Osvaldo Cruz e o dinheiro fosse utilizado em investimentos para o enfrentamento da pandemia da Covid-19.

Após o termo de ajustamento de conduta firmado, a Santa Casa adquiriu respiradores artificiais, entre outros equipamentos e publicou em seu site um balanço onde estão especificados os números dos investimentos.

Pela planilha, a Santa Casa comprou 8 respiradores pelo valor unitário de R$ 25 mil cada um, o que em tese totalizaria um gasto de R$ 200 mil, além de um respirador de transporte por R$ 12,9 mil.

No mesmo documento há o apontamento de uma compra no valor total de R$ 425.800,00, em duas parcelas de R$ 212.900,00, sendo que teria sido paga em 27/03/2020 e ainda restaria uma outra de igual valor a ser quitada na entrega dos equipamentos, restando ainda um saldo positivo de R$ 1.238,57.

Em seu ofício, Pazotto perguntou se não teriam sido adquiridos ao invés de 8, 16 respiradores no valor de R$ 25.000,00 cada um ou se cada respirador teria custado na verdade R$ 50.000,00 e foram adquiridos 8 equipamentos (e não 16).

No mesmo ofício, Pazotto pediu que a Santa Casa enviasse à Câmara as notas fiscais de compra dos equipamentos junto às empresas Cirúrgica Neves Ltda e Samtonic Indústria e Comércio Ltda.

"Ocorre que recebi uma resposta assinada pelo Diretor Administrativo da Santa Casa onde ele simplesmente informa que os detalhes das compras estão publicados no sítio eletrônico (site) da Santa Casa e no Portal da Transparência. Quando você entra no Portal da Transparência ou no site da Santa Casa o que está publicado é apenas a planilha que estamos contestando, portanto sem esclarecimentos", disse Pazotto.

"O que me chama a atenção é a forma como veio a resposta, taxando de político o nosso questionamento. E não tem nada de político. O papel do Vereador é justamente acompanhar os gastos públicos. E a resposta da Santa Casa é no sentido de que quando houver a entrega dos equipamentos será emitida a nota fiscal dos mesmos e que as informações devem ser obtidas junto ao Ministério Público local, na pessoa do Promotor Público, Jess Paul Taves Pires", afirmou Pazotto.

De acordo com o Vereador, a forma como a resposta foi enviada à Câmara suscita outros questionamentos como: "será que a Santa Casa está mesmo equipada para atender pacientes com a Covid-19? Os equipamentos não chegaram, por isso não tem nota a respeito da compra dos respiradores? Por que se os equipamentos não chegaram, como os pacientes estão sendo atendidos?", questionou Pazotto.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole