Polí­tica

50366

Rolando Alexandre de Souza é nomeado para o comando da Polícia Federal

Indicado era o número 2 de Alexandre Ramagem na Abin

BRASÍLIA - O presidente Jair Bolsonaro nomeou, nesta manhã de segunda-feira (4), o novo diretor-geral da Polícia Federal.

Rolando Alexandre de Souza foi escolhido para o cargo e já teve o nome publicado em edição extra do Diário Oficial da União. Rolando Alexandre é, atualmente, secretário de Planejamento da Agência Brasileira de Inteligência, a Abin.

Ele é considerado braço-direito de Alexandre Ramagem, delegado que teve a nomeação ao comando da Polícia Federal barrada pelo Supremo Tribunal Federal, na semana passada, por ser amigo da família Bolsonaro.

Na ocasião, o ministro SFT, Alexandre de Moraes, justificou que poderia haver desvio de finalidade na nomeação de Ramagem. Ele considerou as acusações públicas feitas pelo ex-ministro da Justiça, Sergio Moro, de que o presidente tenta interferir politicamente no comando da PF, para ter acesso a dados sigilosos de investigações.

Bolsonaro, ainda na semana passada, considerou o veto do Supremo um “ato política" e chamou a decisão do ministro de "canetada".

Ontem (3), ao participar de manifestação considerada antidemocrática em frente ao Palácio do Planalto, em Brasília, o presidente da República adiantou que nomearia hoje o novo comandante da Polícia Federal e afirmou que pedia a Deus para não ter problemas essa semana, porque, nas palavras dele, chegou ao limite e não tem mais conversa.

 

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole