- Atualizado em 08:30

Polí­tica

49243

Pazotto pede esclarecimentos nas contas do S.O.S

Legislador vê divergências que podem chegar a R$ 14 mil entre relatórios publicados

OSVALDO CRUZ - O Vereador Roberto Pazotto (PP) formulou, com aprovação da Câmara Municipal, o Requerimento nº 159/2019 em que pede explicações à diretoria do Serviço de Obras Sociais (S.O.S.) de Osvaldo Cruz sobre divergências na prestação de contas da entidade.

O S.O.S. local tem na Prefeitura sua principal mantenedora, com repasses mensais de verbas. Mensalmente o órgão recebe R$ 57 mil dos cofres públicos.

“Acompanhando as contas das entidades favorecidas com subsídios municipais constatamos que o site oficial do Portal da Transparência sofreu alterações no seu layout e como consequência alterações significativas nas informações prestadas” pelo S.O.S., disse o Vereador.

“No nosso entender não poderiam ocorrer” tais divergências “considerando serem informações importantes”.

“Observamos que no demonstrativo ‘FICHA FINANCEIRA 2019’, referente ao mês de janeiro/2019, existem despesas classificadas como “NFs DIVERSAS” no valor de R$-360, enquanto que no ‘DEMONSTRATIVO DE RECEITAS E DEPESAS – JANEIRO/2019’ o mesmo valor consta como ‘RECIBO” pago através de cheque número 90013 ao Sr. Wilson Deodato Pereira, isso para citar somente um caso”, frise Pazotto.

O legislador aponta divergências em 14 pagamentos do S.O.S. a seus colaboradores ou prestadores de serviços ou comerciantes de quem a entidade comprou alguma coisa.
“Na planilha por nós montada com base nas informações contidas no Portal da Transparência” há “uma diferença de R$- 100,15 no saldo”. “Mesmo depois de exaustiva conferencia não conseguimos identificar o motivo da divergência”, relata Pazotto.

Já “no comparativo entre as prestações informadas antes da alteração do site do Portal da Transparência também” há “uma diferença de R$- 4.768,59 no mesmo período, enquanto que no comparativo das despesas entre nossa planilha e a planilha financeira do site constatamos uma diferença de R$- 14.097.90, salvo algum engano em nossos lançamentos, ao que pedimos nossas escusas. Como é uma informação financeira, poderá haver pagamentos não lançados, o que é perfeitamente normal, mas carece de observação”, diz Pazotto.

O vereador ainda cita que, muito embora as prestações de contas mensais devam ser feitas até o 5º dia útil do mês seguinte ao repasse, o S.O.S. “não vem” atendendo a obrigação. O fato é contatado pelo vereador após elaboração do Requerimento e no qual constavam lançamentos de janeiro a agosto/2019 sem a divisão mensal. “Assim não conseguimos identificar a prestação de contas dos repasses anteriores a 2019”, questiona Roberto.

O expediente deverá ser enviado ao S.O.S. para as explicações solicitadas.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole