Polí­tica

44804

Mazucato responde a Pazotto sobre cobranças quanto a conserto de pneus com suposto uso de verba da Educação

Prefeito cobrou responsabilidade do vereador, que oficiou Executivo sobre emprego de dinheiro público e transparência

OSVALDO CRUZ - O prefeito Edmar Mazucato (PSDB) respondeu ao vereador Roberto Pazotto (PP) depois que o adversário político cobrou transparência e explicações sobre emprego de dinheiro público em alguns setores.

Entre os questionamentos de Pazotto, representado por ofícios, estão despesas enquadradas na Educação como conserto de pneus de máquina pesada, moto e de caminhão, gastos mais de R$ 700 mil no Centro de Saúde e a reforma não termina, publicações de resultados e contratos e gastos na modalidade convite pela administração municipal no site da Prefeitura, falta de transparência quanto a detalhes sobre quem comprou os terrenos e valores referentes ao Distrito Industrial Lino Ferrari e o trabalho da Secretaria de Indústria e Comércio na geração de emprego e renda.

Inicialmente o prefeito disse, através da Assessoria de Imprensa, que não iria se manifestar, mas Mazucato mudou de ideia na tarde de hoje (23).

Mazucato falou

De acordo com o prefeito, "dinheiro da Educação usa-se na Educação, dinheiro da Saúde usa-se na Saúde e dinheiro de Operações Urbanas usa-se em Operações Urbanas".

Mazucato disse que o Pazotto tem liberdade de ir até a Prefeitura solicitar qualquer informação. "Nós respondemos todos os requerimentos de todos os vereadores e temos toda transparência. Mas primeiro o vereador tem que ter responsabilidade no que faz. Ele deveria ter feito um levantamento antes de polemizar por insinuações. Aqui não tem nada enrolado", afirmou.

Com relação à licitação de conserto de máquinas pesadas o prefeito informou que no começo do ano foi aberta uma licitação no valor de R$ 160 mil. "Para se ter uma ideia o valor foi fechado em R$ 100 mil. E todo o trabalho está dividido entre três setores: Educação, Saúde e Operações Urbanas, nas suas diversas divisões. Quando você coloca no Portal da Transparência ele enquadra dentro das secretarias. Agora ele vem insinuar que o dinheiro foi usado na Educação, mas o Tribunal de Contas a cada quatro meses, fiscaliza e temos todas as nossas contas aprovadas", rebateu Mazucato.

O prefeito cobrou responsabilidade do adversário e usou a palavra "inverdade" para enquadrar a entrevista concedida por Pazotto à Rádio Max FM no dia 19 último. "Só porque mando um oficinho lá quer criar uma incerteza na população? Primeiro o senhor [Roberto Pazotto] tem que apurar para depois mandar ofícios ou quando for a público precisa saber o que fala, senão cria uma instabilidade desnecessária", ponderou Mazucato.

Quanto aos demais pontos trazidos a público por Pazotto, Mazucato não se manifestou. São os casos das questões de transparência, reforma do Centro de Saúde e ações da Secretaria de Indústria e Comércio.

Anteriormente o presidente da Câmara Municipal, Luiz Gumiero (PV), também já havia contestado o mesmo vereador.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole