Polí­tica

52708

Mazucato explica por que responde a processo pelo MP por compra de ônibus

Ex-Prefeito diz que denúncia nasceu de fiscal do Tribunal de Contas do Estado

OSVALDO CRUZ - O ex-Prefeito de Osvaldo Cruz, Edmar Mazucato, respondeu à reportagem sua versão sobre o processo em que ele é acusado pelo Ministério Público local juntamente com outras pessoas de compra superfaturada de um ônibus.
 
Segundo o Ministério Público, o ex-Prefeito teria autorizado a compra de um ônibus para o transporte urbano por R$ 96 mil, enquanto o valor de mercado seria em torno de R$ 66 mil.
 
Em entrevista, Mazucato disse que houve um erro de um fiscal do Tribunal de Contas do Estado na avaliação do preço e das condições do veículo.
 
“O Tribunal de Contas fez uma avaliação e nós adquirimos aquele ônibus que é da circular. Passados alguns meses o fiscal veio e colocou o veículo como superfaturado. Fizemos a defesa de que quando a prefeitura adquiri um ‘carro’ usado, há um acréscimo de 10% na nota” disse o ex-Prefeito.
 
Mazucato justificou dizendo que “existem diferentes tipos de motor, cada um tendo diferentes valores”.
 
E finalizou afirmando estar tranquilo com a situação: “Nós vamos fazer a defesa, não tem problema, mais um processo para eu responder, já arquivei vários e tenho certeza que vamos arquivar esse também”. 
 
Segundo o Ministério Público, “o veículo não atendia às previsões dos editais” e fixou o valor da ação em R$ 3,1 milhões.
 
Devido ao processo, a promotoria pede a indisponibilidade dos bens dos acusados no valor correspondente a R$ 153,8 mil.
 
Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole