Polí­tica

48117

Justiça determina suspensão do mandato eletivo e afastamento de vereadores de Paulicéia

Lustres foram parar em loja de vereador

PAULICÉIA - A Justiça determinou a suspensão do mandato eletivo e o afastamento do cargo de dois vereadores de Paulicéia.

A decisão liminar, que determinou ainda a indisponibilidade de bens de ambos os parlamentares, foi proferida em ação civil pública pela prática de ato de improbidade administrativa movida pela Promotoria de Justiça de Panorama.

No final de 2017, o então presidente da Câmara Municipal, Cristiano Fernandes Basílio (PSDB), adquiriu, com recursos financeiros do Legislativo, 20 lustres no valor total de R$ 7.760.

Os objetos foram entregues a outro vereador, o ex-presidente do Legislativo Alessandro Aranega Martins (PV), que instalou 15 dos 20 lustres em loja de revenda de veículos de sua propriedade.

Os fatos vieram à tona no início de abril de 2019, quando, após a identificação da compra em questão, em diligência realizada por oficial de Promotoria na Câmara de Vereadores, nenhum vereador ou funcionário soube informar o paradeiro de tais lustres.

O procedimento investigatório criminal instaurado pela Promotoria de Justiça apurou que aqueles lustres adquiridos no final de 2017 estariam instalados na loja de Alessandro, o que foi confirmado durante as diligências.

Ambos os vereadores também foram denunciados pelos crimes de peculato e fraude processual.

Nem a Câmara de Paulicéia e nem os vereadores se manifestaram sobre o caso.

Casa Avenida 256 (política) - 04/07/19

 

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole