- Atualizado em 10:16

Polí­tica

48379

Comissão Especial de Inquérito da Câmara de Salmourão opina pelo envio de acusação de corrupção do ex-Prefeito Zé Luiz ao MP

Relatório foi no sentido de ausência de provas de corrupção

SALMOURÃO - A Câmara Municipal de Salmourão apreciou na noite desta segunda-feira (12) o caso de denúncia envolvendo o ex-prefeito da cidade, José Luiz Rocha Perez (PSDB) e um arquiteto sobre suposto pagamento de propina em obra de creche-escola.

Os vereadores entenderam, após seis meses de investigações, que não houve provas de corrupção por parte dos envolvidos. Mesmo assim, o presidente da Câmara de Salmourão, Wesley Barbosa (PSDB) deve encaminhar o inquérito ao Ministério Público para apuração de eventuais crimes por orientação da comissão especial de inquérito. No âmbito do Legislativo o caso foi encerrrado.

A denúncia foi feita pelo vereador Nivaldo Parra sobre corrupção na obra da creche-escola feita na gestão do ex-prefeito.

A polêmica foi em fevereiro deste ano e o caso virou inquérito policial.

O vereador Nivaldo Perez Parra (DEM) disse que o ex-prefeito José Luiz Rocha Peres e a um arquiteto de Lucélia, Émerson Luiz Cavalaro, teriam recebido dinheiro de uma empreiteira que venceu a licitação.

O vereador denunciante, conhecido como Dedinho, teria apresentado um áudio de uma conversa gravada pelo prefeito Ailsinho  com um representante da empreiteira ganhadora da concorrência da obra, onde estaria a prova de um suposto pagamento de propina.

O caso foi apurado pelos vereadores em Comissão Especial de Inquérito, mas após seis meses de trabalhos o caso foi encerrado nesta segunda-feira, mas com decisão de encaminhamento do expediente à Promotoria de Justiça de Osvaldo Cruz por ato da presidência da Câmara.

Empreiteira acusou prefeito Ailsinho de gravação ilegal

O ex-administrador da empresa O.S.V. Construtora Ltda., Osvaldo Pinos Parras, protocolou anteriormente junto à Câmara da cidade uma Nota de Esclarecimento encaminhada à Comissão de Inquérito que apurou a denúncia em que acusou o atual prefeito de Salmourão, Ailson de Almeida (DEM) de ter gravado ilegalmente uma conversa entre os dois.

No documento, o empresário acusa o prefeito Ailsinho de tê-lo induzido que ele falasse algo para imputar ao ex-prefeito Zé Luiz um suposto recebimento de propina referente a obra de construção de uma escola. Segundo o ex-funcionário, não existem documentos que comprovem a propina a Zé Luiz e ao Arquiteto Émerson Luiz Cavalaro.

O documento ainda acusa o atual prefeito Ailsinho de usar dinheiro do tesouro de Salmourão para a obra,o que seria ilegal já que existe convênio específico com o Estado para a construção.

O construtor junta ao seu esclarecimento um outro onde a empresa O.S.V. Construtora Ltda, representada por Reginaldo Cavalcante dos Santos, declara que o atraso no cronograma de construção da escola se deve ao município em razão do setor de engenharia de Salmourão.

Segundo o exposto, um senhor identificado como Baroni teria comprado material suficiente para que 85% da obra fossem concluídos e assim a empresa pudesse receber proporcionalmente ao executado.

O ex-prefeito José Luiz Rocha Perez e o adquiteto Émerson Cavalaro, na época, denunciaram o vereador Dedinho à Polícia por calúnia e injúria.

LabVida 304 (política) - 13/08/19


 

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole