- Atualizado em 12:21

Polí­tica

49054

Com medo de cobrança de IPTU, maioria de moradores da Cavaru com direito à escritura não entrega documentação correta

Vereador afirma que apenas 84 das 189 famílias com direito à escritura gratuita apresentaram documentos

OSVALDO CRUZ - O medo da Prefeitura tributar com IPTU os imóveis levou moradores da Vila Cavaru e que têm direito ao programa de regularização de imóveis com escrituras gratuitas do Governo do Estado a uma espécie de boicote branco a ação. A notícia foi confirmada pelos vereadores Roberto Amor e Fábio Bertassi, ambos do PV e Roberto Pazotto (PP), que na semana passada viajaram a São Paulo em busca de recursos para o Município.

Os legisladores foram ao Secretário de Justiça Cidadania, Paulo Dimas Mascarette, para cobrar  andamento da proposta de regularização de escrituras para bairros onde os imóveis são desprovidos de escrituras. "No final de 2018 Osvaldo Cruz foi contemplado com 1050 escrituras para imóveis a serem regularizados. Estamos preocupados porque o convênio vigora até 2021 e apenas a Vila Cavaru foi alvo da ação até agora. Nós vereadores somos cobrados quanto a quando o Governo vai também percorrer outros bairros onde os moradores aguardam as escrituras", disse o Vereador, Roberto Amor Lhana.
 
O Vereador informou que já no primeiro bairro houve atrasos e problemas de falta de documentos. "Fomos saber quando o trabalho vai nos demais bairros. Na audiência também estava presente o Diretor do Itesp, o Instituto de Terras do Estado de São Paulo, senhor Ademir Pires, em audiência marcada pelo Deputado Estadual, Ed Thomas (PSB). Das 189 famílias da Vila Cavaru, apenas 84 entregaram toda documentação. Mais de 100 ainda estão com pendências e só quando termina o trabalho em um bairro é que começam outro. Sugerimos que após a entrega dessas escrituras às 84 famílias que está tudo correto seja agilizada e já vão para outro bairro. Depois voltaremos até a Vila Cavaru e refazemos a ação nas 105 famílias que não entregaram toda documentação", disse Roberto Amor ao reforçar que uma onda de boatos pelo bairro sobre tributação nos imóveis a partir das escrituras emitidas tem atrapalhado o andamento do programa.
 
A documentação recolhida em Osvaldo Cruz está no ITESP de Presidente Prudente e será solicitado que a documentação seja encaminhada ao Cartório para emissão das escrituras. "Após essa primeira etapa da regularização vamos começar a etapa para os moradores do antigo buracão, hoje chamada de Quadra 99, que compreende a região das ruas Califórnia e Dr. Miranda e entre a XV de Novembro e a 21 de Abril, onde 60 famílias precisam das escrituras", disse Roberto Amor.
 
Mob Bom 172 (política) - 18/11/19
Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole