Polí­tica

49880

Câmara retira urgência em projetos sobre regularização de chácaras de lazer

Em outro projeto, Vereadores aprovam proibição de entrega de obras inacabadas

OSVALDO CRUZ - A Câmara Municipal de Osvaldo Cruz realizou nesta segunda-feira, 9, a 3ª sessão ordinária do ano. Entre os principais trabalhos dos vereadores está a retirada do regime de urgência da série de projetos que modificam o Plano Diretor do Município e que disciplinariam a questão das chácaras de lazer existentes e que ainda não estão regulamentadas. Os projetos devem permanecer na Casa para apreciação e eventuais emendas.

De autoria também do Prefeito Edmar Mazucato, os vereadores aprovaram as criações de cargos públicos, a saber:

Projeto 05/2020 – criação de três cargos efetivos de Monitor de Apoio as Atividades Esportivas e seis de Monitor de Apoio à Informática Educacional para atuarem junto à Secretaria Municipal de Educação;

Projeto 06/2020 – criação de um cargo de Educador Social para o Centro de Referência de Assistência Social – CRAS e um outro de Educador Social para o Centro de Referência Especializado de Assistência Social - Creas, ambos de provimento efetivo e de padrão B;

Aprovado também na mesma sessão o Projeto de Decreto Legislativo número 02/2020 em única votação de autoria do Vereador Luis Ricardo Bonfim (Bitinha) (PSDB) que concede título de Cidadã Osvaldo-cruzense para a professoraVera Lúcia Del Arco Filetti.

Ainda houve a apreciação do Projeto 01/2020 – de Roberto Amor Lhana (PV) em que veda a inauguração de obras públicas municipais incompletas e sem condições de atender aos fins que se destinam.

Os Vereadores ainda retiraram da pauta os projetos 69, 71 e 77 todos de autoria dos vereadores Roberto Amor Lhana e Fábio Bertassi, a saber:

- No Projeto 69 a proposta era autorizar o Poder Executivo a entregar medicação de uso continuo na residência de idosos, pessoas com deficiência e gestantes;

- No Projeto 71 dispõe sobre a instalação de fraldário em locais especificados;

- Já o Projeto 77 previa assegurar aos usuários do Sistema Único de Saúde o fornecimento do Vale-Remédio para entrega de medicamentos que estejam temporariamente em falta na rede municipal.

Os projetos serão transformados em requerimentos e indicações, após recebimento de pareceres contrários do Departamento Jurídico da Câmara.

Já o Projeto nº 27 de autoria de Roberto Amor Lhana, dispõe sobre a inserção na Lei Orgânica da Emenda de Orçamento Impositivo. Na sessão desta segunda feira foi pedida a retirada do regime de urgência para a tramitação no prazo ordinário. O pedido foi aprovado. 

Projetos de Lei do Executivo que deram entrada na sessão:

- 89/2019 – dispõe sobre pagamento de honorários de sucumbência aos advogados do município de OsvaldoCruz e fixa critério para o rateio desses valores;

- 17/2020 – altera o artigo 4º da Lei Municipal 2.494/2006 para contratação de pessoal por tempo determinado com ampliação de 60 para 120 dias o prazo de contrato de servidores temporários para serviços esporádicos.

Autoria dos Projetos do Legislativo:

- 12/2020 – de Luis Ricardo Spada Bonfim e Lucas Canola Hirano (este do PV) sobre a proibição do manuseio, queima e a soltura de fogos de artificio com estampido no município de Osvaldo Cruz;

- 16/2020 – de autoria de Valdemir Anselmo (MDB) pede a implantação de dispositivo do conhecido bueiro inteligente no município.

Projetos apresentados ficam na casa para pareceres das comissões.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole