Polí­tica

39332

Câmara aprova reajuste de 6,47% para servidores

Expediente foi aprovado por 10x2. Álvaro e Roberto Amor votaram contra

Foto: arquivo Foto: arquivo

OSVALDO CRUZ - A Câmara de Osvaldo Cruz aprovou nesta terça-feira, 2, o reajuste de 6,47% aos servidores municipais, padrões B a N. Por 10x2, o expediente foi aprovado por maioria.

Foram contrários à proposta os vereadores Álvaro Bellini (PP) e Roberto Amor (PV).

Projeto chegou a ser retirado

Momentos antes da sessão desta terça-feira, o projeto 40/2017 (reajuste dos servidores) chegou a ser retirado da pauta da sessão.

De acordo com o vereador Roberto Amor (PV), o aumento proposto pelo Executivo é baixo.

“Sabemos da crise atual, mas em reunião com o Mazucato (PSDB) questionei, então, um aumento no ticket”, disse Amor em contato com a reportagem do portal Ocnet.

Por considerar baixo o valor apresentado para reajuste, Roberto Amor chegou a retirar o projeto da pauta. No entanto, já dentro da sessão, o vereador Homero Massarente (PMDB) questionou o motivo da retirada do expediente.

O assunto foi discutido e, por 10x2, o expediente voltou à pauta e acabou aprovado.

“Ele [Homero] disse que o plenário é soberano”, explicou Roberto Amor.

Como fica

Com a aprovação por maioria de votos, o projeto agora vai para sanção do prefeito Edmar Mazucato (PSDB).

O aumento de 6,47% será concedido, diretamente, aos servidores dos padrões E a N.

Servidores dos padrões de B a D, que já tiveram reajuste em janeiro (LEIA AQUI) (menor que os 6,47%), terão apenas a correção para atingir o índice, ficando assim:

Padrão B – 1,16% de correção
Padrão C – 3,31% de correção
Padrão D – 4,57% de correção

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole