Polí­tica

47306

Apesar de ordem judicial para semiaberto, vereador Álvaro Cabeleireiro cumpriu parte da pena em regime fechado em Presidente Venceslau

Vereador, no entanto, diz que não deve tomar medida alguma porque "a corda arrebenta sempre do lado mais fraco"

OSVALDO CRUZ - O vereador Álvaro Bellini (PP) diz que cumpriu os 16 dias que restavam de sua pena por contravenção de perturbação a ambiente de trabalho (artigo 42 da Lei de Contravenções Penais) preso na Cadeia Pública de Presidente Venceslau.

Terminou no sábado (16) o cumprimento de sua pena de 35 dias em regime aberto, além de multa. Por ter viajado sem autorização da Justiça, o vereador foi penalizado com a regressão de regime e desde 6 de março estava preso na Cadeia de Presidente Venceslau, apesar do regime de cumprimento da pena ser semiaberto.

"Eu realmente me equivoquei. Pensei que apenas comunicar a viagem à Justiça seria suficiente e não necessitaria de obter uma autorização. Aí a juíza mandou me prender. Fui levado até Caiuá e depois de lá, preso, até a Cadeia de Presidente Venceslau, onde cumpri minha obrigação. Eu sei que eu deveria ser encaminhado a um estabelecimento semiaberto, uma colônica penal ou coisa parecida, mas é fato que eu fiquei preso em regime fechado. Não pretendo tomar nenhuma medida porque a corda sempre arrebenta pro lado mais fraco", justificou ao mencionar que viajou para Brasília a fim de pedir verbas para a Santa Casa e Rede Feminina de Combate ao Câncer.

Direitos políticos

O vereador teve os seus direitos políticos suspensos durante o cumprimento da pena e a Câmara de Osvaldo Cruz convocou o suplente, Valdemir Alsemo (MDB) para o seu lugar. Anselmo participou da sessão camarária nesta semana.

A Justiça de Osvaldo Cruz antecipou o alvará de soltura para esta sexta-feira, mas a medida passa a valer somente a partir deste sábado.

Com a soltura de Álvaro, o vereador terá a retomada do cargo. Os direitos políticos (votar e ser votado) foram temporariamente suspensos. Com o cumprimento da pena os direitos políticos serão devolvidos e Álvaro poderá retornar à Câmara de Osvaldo Cruz, que tem sessão marcada para esta quarta-feira (20).

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole