Polí­cia

3582

Promotor do caso Scatolin matou três ao dirigir bêbado

O promotor Wagner Grossi foi transferido de Araçatuba para a capital paulista.

Mas o promotor do caso, Wagner Grossi, três meses depois, em outubro, em uma rodovia próxima a Araçatuba, dirigia em alta velocidade, invadiu a pista contrária, bateu de frente em uma moto e matou três pessoas.  Laudos mostraram que o promotor estava bêbado. As vítimas foram Alessandro dos Santos, a namorada Alessandra Alves e o filho dela, de 7 anos.  O promotor Wagner Grossi foi transferido de Araçatuba para a capital paulista. Ele responde em liberdade por triplo homicídio culposo, quando não há intenção de matar.  Em casos assim, geralmente o motorista nunca vai para a cadeia. O promotor preferiu não se manifestar no caso.
Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole