Polí­cia

51495

Polícia do DF investiga suposto esquema de venda de bebês pela internet

Casal suspeito de vender bebês apagou provas durante investigação.

RIO DE JANEIRO - O casal carioca alvo de operação da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) nessa terça-feira (15/9), suspeito de comprar e vender bebês Brasil afora, apagou as provas das transações ocorridas via celular, na tentativa de tentar atrapalhar a investigação conduzida pela 6ª Delegacia de Polícia (Paranoá).

Uma jovem do DF, moradora do Paranoá, teria sido aliciada pelo casal. Grávida, ela mantinha contato com os cariocas, negociando a venda do próprio filho, segundo os investigadores.
 
O aparelho celular da gestante teve o conteúdo deletado remotamente, por meio de software usado para acessar o aparelho mesmo que de longe. Nenhuma mensagem foi encontrada pelos policiais do DF.
 
O caso veio à tona quando o companheiro da grávida brasiliense, que não teve a identidade divulgada pela PCDF, procurou a polícia para denunciar a suposta transação.
 
Os investigadores descobriram que os suspeitos, moradores da Região dos Lagos, teriam comprado passagens de avião para a gestante e mantinham contato frequente com ela. A mulher chegou a passar um mês na residência dos investigados. Ciente do ocorrido, a Justiça do DF determinou o uso de tornozeleira eletrônica pela jovem.
 
PH Multimarcas 288 (polícia) - 16/09/2020
Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole