Polí­cia

40900

Polícia ainda procura marido que matou esposa em Tupã

Crime premeditado para o dia do aniversário da mãe da vítima

TUPÃ - A Polícia Civil de Tupã está a procura de Aílton Basílio, principal suspeito da morte da bancária Débora Goulart. O crime que chocou a cidade e a região no último dia 22 de agosto.

A delegada, Milena Davoli de Melo, da DIG, informou que várias linhas de investigação estão mantidas para localizar Aílton.

A Polícia chegou até as imagens de câmeras próximas à residência do casal. O vídeo mostra Débora chegando na residência onde morava e que Aílton já  a esperava. Débora chegou no local às 17h42 e Aílton saiu da casa e levou o carro da vítima às 18h18. Foram exatos 36 minutos desda a chegada de Débora até a saída dele e provavelmente o tempo que o ex-marido teve para assassinar a vítima.

Crime premeditado para o dia do aniversário da mãe da vítima

A Polícia também já sabe que poucos dias antes do crime, Aílton havia sacado R$ 20 mil reais de uma conta de Débora e ainda havia vendido diversos pertences. As investigações revelam que Aílton planejou de forma cruel o crime. Num diálogo relatado pela mãe de Débora, Aílton teria dito que daria para ela um presente especial em seu aniversário. A morte de Débora foi no dia do aniversário de sua mãe.

As investigações continuam em diversas frentes visando localizar e prender Aílton Basílio.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole