Polí­cia

3581

Operação no MS foi em represália à prisão de fazendeiro

Policiais federais e rodoviários diziam ter recebido uma denúncia de que os policiais paulistas eram contrabandistas.

A Polícia Civil de Araçatuba não tem mais nenhuma dúvida que a operação feita pelas Polícias Rodoviária e Federal de Três Lagoas, no Mato Grosso do sul, foi em represália à prisão do fazendeiro José Antônio Scatolin Filho. Segundo a apuração do Setor de Inteligência da Polícia Civil de Araçatuba, com uma hora de antecedência, a Polícia Federal já sabia que a informação não passava de um engano e não havia armamento e mesmo assim realizaram a operação. Uma equipe do Fantástico da TV Globo, vinha do Pantanal, em Mato Grosso, junto com um grupo de policiais de Araçatuba quando policiais e jornalistas foram abordados pela Polícia Rodoviária Federal. Eles foram confundidos com traficantes de armas. Policiais federais e rodoviários diziam ter recebido uma denúncia de que os policiais paulistas eram contrabandistas. A equipe de reportagem foi impedida de registrar as cenas.  Os federais confundiram as armas da Secretaria de Segurança Púbica de São Paulo com armas contrabandeadas. Eles chegaram a comemorar a operação com um tiro, que feriu um colega policial federal. A Polícia Federal não se manifestou. Depois de quatro dias, os policiais finalmente conseguiram levar José Antônio Scatolin Filho para a cadeia. O fazendeiro e Rodrigo Bernardes, que também é acusado de participar do racha, mas não tinha fugido, vão a júri popular. 
Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole