Polí­cia

41140

Operação Judas Iscariotes desarticula quadrilha que comandava o tráfico de drogas em Rosana

Testemunha disse que um dos envolvidos tinha a intenção de matar o promotor de Justiça que atua na cidade

ROSANA - Uma operação policial realizada na manhã deste sábado (23) resultou em mais de 20 prisões de pessoas ligadas ao tráfico de entorpecentes no município de Rosana. O trabalho foi desencadeado pela Polícia Civil, com apoio do Ministério Público Estadual (MPE), da Polícia Militar e da Secretaria da Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP).

O trabalhou levou o nome de Operação Judas Iscariotes porque um dos envolvidos virou evangélico e resolveu trair o grupo.

Uma testemunha que prestou depoimento sob sigilo disse que um dos envolvidos no tráfico de entorpecentes na cidade tinha a ideia de atentar contra a vida do promotor de Justiça Renato Queiroz de Lima, que atua em Rosana.

O delegado responsável pelas investigações, Ramon Euclides Guarnieri Pedrão, contou ao G1 que ao longo do inquérito policial será apurada a existência de uma organização criminosa que comandava o tráfico na cidade.

Os envolvidos tiveram as prisões temporárias decretadas pela Justiça por 30 dias. Segundo o delegado, eles serão ouvidos pela polícia no decorrer desse prazo.

No total, foram presos 23 adultos – 22 homens e uma mulher – e apreendidos dois adolescentes. Os homens foram encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDP) de Caiuá. Os adolescentes foram levados à Cadeia de Adamantina. Já a mulher foi remetida à Cadeia de Dracena.

Também foram cumpridos mandados de busca e apreensão que resultaram no recolhimento de drogas, com cerca de 70 porções de crack e de maconha, de dois rádios comunicadores e dos celulares dos envolvidos. Um desses mandados judiciais foi cumprido nos endereços da casa e do escritório de um advogado, segundo Pedrão.

O delegado contou ao G1 que o inquérito tem o objetivo de esclarecer como era a atuação da susposta organização criminosa, já que até o momento as investigações apontaram a existência de núcleos articulados entre si para o tráfico de drogas na cidade.

Segundo Pedrão, os celulares apreendidos passarão por análise para identificar os conteúdos de mensagens e ligações dos proprietários e a sua relação com atividades criminosas.
Neste sábado (23), os mandados de prisão foram cumpridos ao mesmo tempo, nas residências dos envolvidos, tanto em Rosana como no distrito de Porto Primavera. O trabalho contou ainda com a participação dos canis da Polícia Militar e da SAP, além do Helicóptero Águia, também da PM. No total, mais de 150 policiais trabalharam na operação.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole