Polí­cia

3546

Monte Castelo: Polícia Federal indicia sete pessoas

O relatório final tem 105 páginas

A Polícia Federal concluiu na quinta-feira, 20/5, o inquérito que investigou a suspeita de cobrança de propina por parte do prefeito de Monte Castelo, Odair Sillis. Sete pessoas foram indiciadas. O relatório final tem 105 páginas. Nele, aparecem como indiciados: o prefeito Odair Sillis  pelos crimes de corrupção passiva, formação de quadrilha, fraude à licitação e crime de responsabilidade de prefeito. O ex-engenheiro da prefeitura Tiago Rossi e o pai dele, Paulo Rossi, pelos crimes de formação de quadrilha, peculato, falsidade ideológica e fraude à licitação. Também foram indiciados: o empreiteiro que denunciou o esquema, Edmar Gomes Ribeiro e o sócio dele, Fernando Augusto dos Santos, que vão responder por fraude à licitação.
Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole