- Atualizado em 09:51

Polí­cia

49409

Idosa constata furto de R$ 1,6 mil após receber em casa homens para reparos em supostos vazamentos de água

Vítima, de 78 anos, contou que envolvidos usavam uniformes da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

PRESIDENTE PRUDENTE - Uma idosa de 78 anos sofreu um prejuízo de R$ 1,6 mil depois de ser vítima de um furto qualificado na manhã desta quarta-feira (8), no Jardim Eldorado, em Presidente Prudente.

De acordo com as informações do Boletim de Ocorrência registrado na Delegacia Participativa da Polícia Civil, a mulher contou aos policiais militares acionados para o atendimento do caso que estava sozinha no interior de sua residência quando se deparou com dois homens, que usavam uniformes da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), já na porta da casa, informando que estavam ocorrendo vazamentos no imóvel, acarretando um aumento no consumo de água.

Segundo o Boletim de Ocorrência, os homens disseram à moradora que iriam resolver o problema e já entraram no banheiro da casa.

Um dos homens começou a mexer no registro e solicitou que a moradora acompanhasse o serviço.

Apenas um dos homens permaneceu no banheiro e a idosa não acompanhou o que o outro fazia no imóvel.

Conforme o Boletim de Ocorrência, eles permaneceram cerca de 15 minutos na casa e saíram informando que não haviam achado nada de errado.

Depois de um tempo, quando foi ao quarto, a idosa constatou que o cômodo estava todo revirado e deu por falta da quantia de R$ 1,6 mil em dinheiro.

Além de dizer que ambos utilizavam uniformes da Sabesp, a mulher ainda detalhou que os homens portavam, inclusive, um aparelho que informaram ser um “medidor”.

O caso foi registrado como furto qualificado e é investigado pela Polícia Civil.

Em nota a Sabesp lamentou o fato ocorrido com a moradora e salientou que está à disposição das autoridades policiais para prestar quaisquer esclarecimentos que ajudem a elucidar o caso.

“A Sabesp lamenta o fato ocorrido com a moradora e está à disposição das autoridades policiais para prestar quaisquer esclarecimentos que ajudem a esclarecer o caso. A Companhia alerta que seus funcionários realizam visitas a imóveis quando solicitadas pelos próprios clientes. Nas visitas agendadas, o morador deve solicitar a identificação do empregado, que obrigatoriamente tem de estar uniformizado, com crachá e principalmente com o documento indicando o trabalho a ser realizado”, explicou a empresa.

“No caso do Técnico de Atendimento Comercial Externo (leiturista), para certificar-se que é realmente funcionário da Sabesp, o cliente pode verificar em sua conta de água o dia da medição do hidrômetro”, prosseguiu.

De acordo com a Sabesp, caso exista suspeita sobre a veracidade de qualquer informação, o consumidor pode entrar em contato com a Central de Atendimento pelos números 0800-055-0195 (interior e litoral) e 0800-011-9911 e 195 (Região Metropolitana de São Paulo), que funcionam 24 horas e têm ligação gratuita, ou mesmo acionar a polícia.

A Sabesp também pontuou que disponibiliza as recomendações de segurança para os moradores no no site da companhia incluindo um folheto que alerta sobre os falsos funcionários.

GB Auto Sound 22 (polícia) - 09/01/2020

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole