- Atualizado em 16:13

Eu Repórter

47852

VÍDEO: Crise no Pronto Socorro da Santa Casa de Osvaldo Cruz: demora no atendimento leva Prefeito, Vereadores e pacientes a bate boca

Das 07h às 19h local já havia atendido 135 pacientes; população aponta falta de médicos nos postos dos bairros

OSVALDO CRUZ - A demora nos atendimentos em sua maioria de casos não urgentes pelo Pronto Socorro da Santa Casa de Osvaldo Cruz causou confusão entre pacientes, vereadores, prefeito e a direção do hospital no começo da noite desta segunda-feira (27).

Internautas enviaram ao Portal Ocnet vídeos e fotos em que mostram discussão entre o Prefeito Edmar Mazucato (PSDB) e o vereador Roberto Amor Lhana (PV), com acompanhamento do vereador Valdemir Anselmo (MDB) e pacientes no hall de entrada do Pronto Socorro.

De acordo com o vereador Anselmo, um paciente pediu a presença dos vereadores porque chegou ao local às 13 horas e até perto das 18h50 não havia sido atendido, uma espera de quase seis horas. "Quando eu cheguei ao Pronto Socorro havia pelo menos umas 50 pessoas aguardando atendimento. Mesmo assim havia três médicas prestanto serviços no local, uma a mais do que o de costume", disse Valdemir.

Conforme o legislador, o público solicitou a presença da administração da Santa Casa, que prestou inicialmente esclarecimentos sobre o funcionamento do Pronto Socorro e que a prioridade no local são os casos de urgência e emergência e que a maioria dos pacientes poderia ter seus problemas resolvidos nos postos de saúde dos bairros, pois se tratavam de situações ambulatoriais (sem urgência ou emergência).

"O problema é que a população procura os postos dos bairros e não encontra médicos para atendimento. Qual é a única saída? A Santa Casa. Por isso essa confusão toda", disse o vereador Roberto Amor Lhana (PV).

Castilho 231 (eu repórter) - 28/05/19

Prefeito foi ao local

Após apresentar um relatório onde, apesar de três médicas no atendimento, das 7h às 19h o Pronto Socorro de Osvaldo Cruz nesta segunda-feira (27) havia atendido a 135 pessoas, o que dá em média pouco mais de 11 pacientes por hora, o que dá um atendimento a cada 5 minutos.

"O Prefeito compareceu ao local e explicou que houve o reforço de mais um profissional no atendimento do Pronto Socorro e que há dificuldades mesmo na contratação de médicos para os postos dos bairros, mas que o problema é prioridade e deve ser resolvido o mais rápido possível", enfatizou Anselmo.

 

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole