Esportes

42962

Santos confirma saída do executivo de futebol Gustavo Vieira de Oliveira

Dirigente ocupa o cargo por menos de dois meses e sai por divergências com a diretoria

Gustavo Vieira de Oliveira não é mais executivo de futebol do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC) Gustavo Vieira de Oliveira não é mais executivo de futebol do Santos (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

SANTOS - Gustavo Vieira de Oliveira não é mais executivo de futebol do Santos. O Peixe confirmou, por meio de nota oficial, a saída do dirigente do clube 45 dias após ser apresentado.

Atritos com o modo de trabalho do presidente José Carlos Peres provocaram o fim do vínculo do executivo com o Santos. Gustavo vinha se sentindo exposto por repentinas mudanças de opinião de Peres. Ele vinha lamentado a pessoas próximas a falta de conhecimento da situação financeira do clube e a dificuldade de se comunicar com o presidente.

Veja a nota divulgada pelo Santos:

"O Santos FC comunica que Gustavo Vieira não é mais seu Executivo de Futebol. O clube e o profissional encontraram incompatibilidades de gestão que, neste momento, inviabilizam sua continuidade. O Santos esclarece que não há outras alterações previstas no Departamento de Futebol."

Os motivos da saída
Há vários episódios que, somados, vinham tornando insustentável a situação. Desde o período do contrato do próprio Gustavo, combinado inicialmente em três anos e fechado em dois depois de um documento ter sido redigido em apenas um ano de duração, até negócios com jogadores abortados sem maiores justificativas.

Um dos exemplos é a renovação do lateral-direito Victor Ferraz. Jogador, empresário, executivo e presidente chegaram a um acordo, mas Peres não deu andamento depois disso, e Gustavo, por ser o responsável pelo futebol do clube, sentiu-se exposto perante jogadores e agentes. Ferraz, que antes interessava ao São Paulo, é um dos líderes do elenco.

O caso mais recente é a contratação do lateral-esquerdo Dodô, da Sampdoria. Gustavo tem tudo acertado com o jogador e o clube italiano há mais de uma semana – com aval da comissão técnica. Mas, estranhamente, Peres tem dado ouvidos a uma pessoa fora do departamento de futebol que se diz contrário ao acerto com Dodô por achá-lo "fraco". Por isso, o caso se arrasta, sem uma solução.

Dirigentes do clube, porém, negam problemas e continuam confiantes de que a contratação de Dodô será concretizada nos próximos dias, sem que a saída de Gustavo interfira nas negociações.

O que vem por aí
Sem Gustavo, o Santos irá procurar um novo executivo de futebol no mercado. Antes da contratação dele, Diego Cerri, do Bahia, Rui Costa, da Chapecoense, e Thiago Scuro, do RB Brasil, foram os nomes procurados, mas todos recusaram. O retorno de Sergio Dimas, demitido em fevereiro do ano passado pelo ex-presidente Modesto Roma, é cogitado.

Atualmente, o Peixe tem no departamento de futebol o gerente técnico de futebol William Machado e o gerente administrativo Diogo Castro.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole