Esportes

47048

15 anos do Osvaldo Cruz: Cenedesi volta ao Brenão e diz que ainda é lembrado por acessos

Ex-volante que ajudou na conquista de duas das três promoções declara amor ao Azulão e valoriza história ininterrupta

OSVALDO CRUZ -Ele participou do principal momento da história do Osvaldo Cruz e, mais de 10 anos depois das glórias alcançadas, voltou ao local onde tudo aconteceu. Ele é o ex-volante Thiago Cenedesi.

Aquele jovem hoje tem 36 anos. Muita coisa mudou em sua vida e na do Azulão desde os dois acessos conquistados, mas algumas situações permanecem intactas, como o reconhecimento do torcedor e a paixão pelo clube. Coração que voltou a bater mais forte nos últimos dias, ao reencontrar o Estádio Brenão, às vésperas do 15º aniversário do time osvaldo-cruzense, que será completado neste domingo (17).

O Osvaldo Cruz Futebol Clube foi fundado em 17 de fevereiro de 2004 e, no ano seguinte, já conseguiu a ascensão da Série B do Campeonato Paulista (quarta divisão) para a A3 (terceira). Em 2006, veio a segunda promoção seguida, da A3 para a A2 . Cenedesi fez parte das duas campanhas inesquecíveis. E convidado pela reportagem da TV Fronteira, retornou ao Brenão, onde o Azulão se prepara para tentar o quarto acesso de sua história, a partir de abril.

Um outro acesso conquistado pelo Azulão, da A3 para a A2, veio em 2009. Mas claro, assim como em qualquer equipe, o Osvaldo Cruz não é feito apenas de glórias. Momentos negativos marcaram o clube nesses 15 anos, como os rebaixamentos de 2007, 2010 e 2012. Porém, o fundo do poço foi atingido três anos depois do último descenso. E Cenedesi viveu de perto também esse outro lado em 2015.

Naquela temporada, até a água foi cortada do alojamento dos atletas. Diante da alegação de salários atrasados, os jogadores deixaram a equipe antes mesmo do fim do Campeonato Paulista da Segunda Divisão (quarto patamar estadual) e, sem quem pôr em campo, o Osvaldo Cruz jogou com a base. Consequentemente, como nem todos atletas estavam inscritos no certame, o clube perdeu 21 pontos no Tribunal de Justiça Desportiva (TJD-SP), terminando o torneio com nove pontos negativos.

Mesmo com os altos e baixos, o ex-volante osvaldo-cruzense valoriza o fato do clube estar há 15 anos ininterruptos no cenário do futebol profissional, ainda mais em uma região do estado em que nem mesmo a maior cidade, que é Presidente Prudente, consegue se orgulhar de tal feito atualmente.

"A nossa região é precária, difícil de viver, até a questão de empregos é uma situação muito difícil, então é muito bom ver esse clube nesses 15 anos permanecer tanto tempo assim, um clube nesse interiorzão nosso aqui permanecer tantos anos sem parar, dando sequência no Campeonato Paulista", completa.

Arth 75 (esportes) - 15/02/2019

 

 

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole