Eleições 2016

37958

Polícia Civil conclui que houve crimes eleitorais em Presidente Bernardes

Inquérito que investigou prefeito e vice-prefeito foi enviado à Justiça. Relatório policial também inclui o vereador Márcio Milhorança (DEM)

Luccas Inague Rodrigues (PP) e Reginaldo Luiz Ernesto Cardilo (PP) são investigados em processos de origens criminal e eleitoral (Foto: Heloise Hamada/G1) Luccas Inague Rodrigues (PP) e Reginaldo Luiz Ernesto Cardilo (PP) são investigados em processos de origens criminal e eleitoral (Foto: Heloise Hamada/G1)

PRESIDENTE BERNARDES - A Polícia Civil de Presidente Bernardes concluiu nesta quarta-feira (11) o inquérito que investigou o prefeito Luccas Inague Rodrigues (PP) e seu vice Reginaldo Luiz Ernesto Cardilo (PP) por supostos crimes eleitorais na campanha municipal de 2016. O delegado responsável pelo caso, Airton Roberto Guelfi, informou ao G1 nesta quinta-feira (12) que, após a finalização do relatório, o processo foi entregue ao Fórum para a apreciação da Justiça Eleitoral. Além dos representantes do Poder Executivo, o inquérito também inclui o vereador Márcio Milhorança (DEM).

Segundo Guelfi, o inquérito apontou a prática de quatro crimes. “Houve a conjugação de falsidade ideológica para fins eleitorais, crime contra o sistema financeiro, captação ilícita de sufrágio e também a coação de testemunhas. Apresentamos o relatório à Justiça, que abrirá vista ao Ministério Público Eleitoral”, explicou o delegado ao G1.

Luccas Inague Rodrigues e Reginaldo Luiz Ernesto Cardilo são investigados em processos de origens criminal e eleitoral. Ambos foram presos preventivamente no dia 10 de dezembro de 2016 acusados de coagir testemunhas durante o transcorrer do inquérito policial. Ainda presos, os dois políticos participaram de uma audiência de instrução no dia 12 de dezembro, promovida pela Justiça Eleitoral.

No dia 13 de dezembro, a Justiça revogou a prisão do prefeito e do vice-prefeito, após acatar um pedido de revogação protocolado pela defesa dos políticos no dia anterior. A dupla foi diplomada pela Justiça Eleitoral no dia 14 de dezembro, em cerimônia na Câmara Municipal, para assumir ao mandato 2017 a 2020.

A chapa formada por Luccas Inague Rodrigues, que é médico e tem 33 anos, e Reginaldo Luiz Ernesto Cardilo, comerciante, de 49 anos, venceu as eleições municipais de 2016 para a Prefeitura de Presidente Bernardes com 3.932 votos, o equivalente a 47,96% dos válidos.

Vereador

O delegado ainda relatou ao G1 que o vereador Márcio Milhorança também está incluído no inquérito policial que foi entregue à Justiça nesta quarta-feira (11).

O parlamentar obteve 428 votos no pleito de 2016, o equivalente a 5,14% dos votos válidos, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Ele tem 45 anos, possui o ensino fundamental completo, é solteiro e atua como servidor público municipal, de acordo com o TSE.

Outro lado

O G1 tentou contato nesta quinta-feira (12) com a defesa de Luccas Inague Rodrigues e Reginaldo Luiz Ernesto Cardilo, mas as ligações não foram atendidas. A reportagem também tentou contato com os políticos na Prefeitura de Presidente Bernardes, mas foi informada de que ambos não estavam do Paço Municipal nesta quinta-feira (12).

O G1 ainda tentou contato com o vereador Márcio Milhorança na Câmara Municipal, mas foi informado de que ele não estava no local. As ligações para o celular do parlamentar também não foram atendidas.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole