Economia

50957

SEBRAE: Estética e beleza é o ramo apontado como o mais prejudicado pela crise da pandemia na região

Abril foi o pior mês.

REGIONAL - Dentro de todo o Estado de São Paulo, o setor de serviços, em termos empregatícios, foi o que teve o pior  desempenho no mês de maio, ao revelar um saldo de -51.332 postos de trabalho. É o que apontam os dados do Novo Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), divulgados recentemente pelo Ministério da Economia.
 
O cadastro não emite mais a performance de cada município, contudo, o gerente regional do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), José Carlos Cavalcante, afirma que a situação na região não está longe disso.
 
O cenário é reflexo da pandemia do novo coronavírus, que força o fechamento de estabelecimentos comerciais. 
 
E nesse cenário, todos os setores foram afetados de alguma forma, ainda de acordo com o gerente regional. Entretanto, ele cita que as empresas que trabalham com estética e beleza sofrem mais. “E nisso, todos precisam caminhar conforme o faturamento atual. As empresas se veem na obrigação de reduzir recursos humanos”, lamenta.
 
Em alguns casos, “muitas empresas” resolveram e conseguiram fazer o acordo de suspensão contratual, segundo Cavalcante, a fim de evitar que as demissões fossem a primeira opção, além de apostar num futuro melhor. “Outras acharam melhor demitir, com medo de não ter verba para fazer a rescisão, caso o isolamento permaneça restrito por mais tempo”, explica.
 
Mas, para o gerente, o mês de abril “definitivamente” foi a pior situação do ano, acompanhando o país todo. Ele não deixa de mencionar que em maio as atividades ainda ficaram muito paradas, sendo assim, a situação não foi boa, mesmo não superando abril.
 
Alternativas
 
“O empresário tem que pensar nos próximos 90 dias e 180 dias. O que ele pretende fazer? E como ele vai reagir com os negócios até o final do ano? E isso é verificado diante das demandas que está tendo ou não. Para equilibrar o caixa precisa de vendas”, pontua Cavalcante. Mas em alguns casos, principalmente se for um comércio menor, é mais difícil ter um capital de giro que aguente tanto tempo parado.
 
À reportagem, o gerente lembra que uma das saídas é oferecer um voucher de serviço, para que o trabalho seja feito posteriormente, quando as coisas estiverem melhores.
 
Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole