Economia

50068

Covid-19: SP terá mais R$ 90 mi para capital e cidades com menos de 100 mil habitantes

Verba começa a ser repassada na próxima semana; repasses emergenciais do Estado às 645 prefeituras de São Paulo somam R$ 309 milhões

SÃO PAULO - O Governador João Doria anunciou nesta sexta-feira (27) que o Estado vai repassar R$ 50 milhões para a Prefeitura de São Paulo e outros R$ 40 milhões para municípios com menos de 100 mil habitantes.

 
Com os R$ 218 milhões confirmados na véspera para outras 79 cidades, o Governo de São Paulo vai liberar R$ 309 milhões para as 645 prefeituras do Estado no enfrentamento ao coronavírus.
 
“Todos os valores deverão ser investidos para o custeio, a compra de insumos, e montagem e operação de hospitais de campanha, como o do estádio do Pacaembu”, disse o Governador. Os R$ 90 milhões anunciados nesta sexta começam a ser transferidos aos municípios já na segunda (30).
 
O dinheiro vai financiar parcialmente os hospitais de campanha em montagem no estádio do Pacaembu e no complexo do Anhembi, na capital, e centros de referência para atendimentos de baixa e média complexidade e compra de insumos hospitalares nas cidades menores do interior e do litoral. O objetivo é permitir que leitos de UTI fiquem livres para pacientes graves.
 
A Prefeitura de São Paulo estima investir R$ 35 milhões em recursos próprios na montagem dos dois hospitais de campanha. “Agradeço muito por toda a ajuda e a parceria que o Governo do Estado tem tido com a Prefeitura de São Paulo. Trabalhamos hoje com o número de 2,1 mil leitos de retaguarda nos hospitais de campanha”, afirmou o Prefeito Bruno Covas.
 
Os recursos anunciados nesta sexta foram definidos por critério demográfico e de acordo com o piso de atenção básica do SUS, que é de R$ 4 por habitante. Ou seja, o valor total repassado a uma cidade com 10 mil habitantes será de R$ 40 mil, enquanto que uma cidade com 50 mil habitantes receberá R$ 200 mil, e assim por diante.
 
Na véspera, Doria anunciou verba emergencial de R$ 218 milhões para enfrentamento ao coronavírus nas 80 cidades paulistas com mais de 100 mil habitantes. O dinheiro também vai custear centros de referência em saúde e hospitais de campanha para atendimento a pacientes suspeitos de COVID-19, além de medidas de assistência social.
Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole