- Atualizado em 13:17

Destaque

44961

Vereador Álvaro Cabeleireiro comemora absolvição em caso de compra de imóvel

Legislador foi acusado de ter levado vantagem em venda de imóvel de idoso

OSVALDO CRUZ - O vereador Álvaro Bellini (PP) comemorou pelo Facebook sua absolvição do caso em que foi processado pela venda de um imóvel de propriedade de um casal de idosos, que vivia  em condições sub humanas. O caso é começou em setembro de 2014.

"Fui absolvido pela Justiça que era acusado de ladrão de idoso. Obrigado a Deus e à população, que confia em mim", disse Bellini.

Entenda o caso

O  vereador Álvaro Bellini, em 2014, confirmou que, com a autorização de um dos idosos  teria intermediado juntamente com um corretor de imóveis da cidade a compra de uma casa para que a família fosse removida da propriedade rural onde vivia sob condições precárias.

O preço pago pelo imóvel, segundo Álvaro Cabeleireiro, foi de R$ 154 mil e houve a compra de uma residência na rua José Maria Lopes nº 205 no Conjunto Álvaro Campoy e a compra foi a vista com pagamento mediante transferência bancária do idoso para o vendedor da residência. Em entrevista à Rádio Clube na época, o vereador confirmou que a escritura pública da residência foi passada tendo como valor venal R$ 40 mil.

"Um filho do seu Aurélio me ligou e disse: 'troca a chácara do meu pai e passa a casa no meu nome'. Eu disse que jamais seria capaz de fazer isso porque 'vocês são em quatro irmãos e o seu pai é o proprietário da chácara', acrescentou o vereador Bellini naquela oportunidade.

A família do idoso foi transferida da propriedade onde morava em condições precárias para a nova casa na cidade. O problema é que o vereador Álvaro também confirmou que levou para a propriedade rural uma outra família e que o local não ofereceria condições de habitação. 

Lojas Real - meio notícia (destaque) 3 - 10/08/18

"Fui denunciado ao Ministério Público pelo Creas (Centro de Referência Especial em Assistência Social de Osvaldo Cruz) e por um dos filhos do seu Aurélio e eu estou sendo taxado como 'ladrão", completou o vereador Álvaro.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole