Destaque

47070

Promotoria pede bloqueio de patrimônios de Valtinho e Mazucato por supostas contratações irregulares de servidores

Valores pedidos chegam a quase R$ 8 milhões para Mazucato e perto de R$ 1 milhão de Valtinho

OSVALDO CRUZ - A contratação por anos de servidores no sistema de processo seletivo, portanto de caráter temporário e não por concurso público (de caráter permanente) é o motivo de nova ação do Ministério Público local contra o atual prefeito do Município, Edmar Mazucato e do ex-prefeito, Valter Luiz Martins (o Valtinho) (ambos do PSDB).

A ação civil pública, que foi protocolada na sexta-feira, 15, tem como objeto a contratação de caráter temporário de 43 servidores públicos, mas cujos contratos não são por prazo determinado, o que é proibido por lei. Segundo a Promotoria, os servidores estão em cargos públicos há anos, quando suas contratações deveriam ter sido feitas por concurso público.

O MP pede liminarmente (imediatamente) a indisponibilidade de bens do ex-prefeito Valter Luiz Martins no valor de quase R$ 1 milhão (R$ 906.991,887) e do prefeito Edmar Carlos Mazucato em quase R$ 8 milhões (R$ 7.916.482,80) e que os contratos sejam anulados. A Promotoria quer a condenação de Valtinho e Mazucato  ao ressarcimento dos valores pagos aos servidores, além de multa e que a Prefeitura regularize os cargos através da realização de concurso público para preenchimento das vagas.

Marcos Caldas 71 (destaque) - 19/02/2019

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole