Destaque

46503

Polícia encontra mais uma mala de dinheiro em casa de João de Deus

Valores ainda estão sendo contabilizado pela polícia

OSVALDO CRUZ - A Polícia Civil de Goiás apreendeu mais dinheiro, além de pedras preciosas e medicamentos, nesta sexta-feira (21), durante buscas a mais três residências ligadas João de Deus, em Abadiânia (GO). O médium está preso desde domingo (16) e é acusado de abuso sexual. Outra mala com dinheiro já havia sido apreendida em casa dele na quarta (19).

Investigadores ainda estão contabilizando os valores que estavam escondidos dentro de outra mala, em um quarto de João. Um dos alvos desta sexta foi a Casa Dom Inácio de Loyola, onde ele realizava “atendimentos” espirituais. Em um dos endereços, havia ainda um cofre que podia ser acessado a partir de um fundo falso dentro de um armário.

Mala de dinheiro

Na quarta-feira, policiais localizaram uma mala com R$ 405 mil em espécie. O valor estava distribuído em diferentes tipos de moeda – como euros, pesos argentinos, francos suíços e dólares americanos e canadenses. A maior parte do dinheiro era composta por notas de real. A origem dos valores é desconhecida até o momento.

Na apreensão, agentes consideraram “estranha” a quantidade, considerada “anormal” por estar armazenada dentro de uma residência comum. Por causa desse alto valor, é provável ainda que o médium seja investigado também pelo Laboratório de Tecnologia Contra Lavagem de Dinheiro da polícia goiana, no que seria um terceiro inquérito.

Lojas Real 60 (destaque) - 22/12/18

Armas de fogo

No mesmo dia, no quarto de um dos endereços de João em Abadiânia, a polícia encontrou cinco armas durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão. Foram apreendidos e encaminhados à perícia dois revólveres de calibre 32, um de calibre 38, uma pistola de calibre 380 e uma garrucha de calibre 22 que tinha a identificação suprimida.

Diversas munições, algumas estrangeiras, estavam com o médium – entre elas, uma de calibre 357, de uso exclusivo das Forças Armadas. Com base nesse material, a Polícia Civil de Goiás decidiu abrir um novo inquérito contra ele, para apurar a posse das armas. De acordo com policiais, o armamento não está registrado na Polícia Federal nem no Exército.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole