Destaque

43636

Júri condena motociclista a 8 anos de prisão pela morte de osvaldo-cruzense em Parapuã

Condenação acaba de ser informada em julgamento no Fórum de Osvaldo Cruz

OSVALDO CRUZ - Oito anos de prisão em regime fechado. Esta é a condenação de Gilvan Assunção de Barros, réu no caso da morte do jovem osvaldo-cruzense, Marcelo Henrique Vernoschi, em 2015.

A vítima, que era filho do empresário Carlos Vernoschi (conhecido Carlão da Garagem), foi atropelado no dia 31 de janeiro de 2015, na avenida São Paulo em Parapuã, por Gilvan que conduzia uma motocicleta sob o efeito de bebida alcoólica pela via, na contramão de direção.

O condutor da moto teria atingido um Gol, placas de Osvaldo Cruz, e atropelou o jovem Marcelo Henrique. A vítima se feriu de forma grave, chegou a ser encaminhado para Marília, mas veio a óbito.

Na época, o delegado responsável pelo caso chegou a pedir prisão de Gilvan, mas o juiz não decretou prisão preventiva e, desde então, ele responde em liberdade.

O julgamento ocorreu hoje (20) no Tribunal do Júri da Comarca de Osvaldo Cruz e os jurados entenderam pela condenação do réu. Ainda cabe recurso da decisão.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole