- Atualizado em 17:20

Cidade

50759

VÍDEO: Antigo Matadouro na Vila Cavaru se transforma em lixão e fumaça de incêndios causam poluição

Em outro local da cidade outro crime ambiental: descarte de carcaças de peixe em chácara vizinha à Escola Sesi

OSVALDO CRUZ - Os crimes ambientais são cada vez mais comuns em Osvaldo Cruz do que se pensa.

O péssimo hábito de pessoas jogarem lixo a céu aberto nos mais diversos lugares e outros que colocam fogo nos materiais poluem o ar, o solo e causam problemas de saúde a moradores.

O caso mais recorrente é a formação de um lixão em parte do terreno onde era localizado o Matadouro na Vila Cavaru.

O fácil acesso a área pública tem levado a área a se transformar num depósito dos mais diversos tipos de materiais.

Não bastasse a irregularidade, tem gente ainda que coloca fogo nos materiais. A fumaça toma conta do bairro e atinge outros vizinhos, como Mário Couto e Vale Verde.

Morar na região norte de Osvaldo Cruz não é fácil. Perto dali, o Ecoponto vizinho do Cemitério Municipal é outro local onde os incêndios são comuns e consequentemente os crimes ambientais também.

Nesta sexta-feira, 19, a fumaça toma conta da área desde às 6 horas. O Corpo de Bombeiros foi acionado, apagou o primeiro incêndio, mas o fogo voltou.

A Prefeitura foi ao local, retirou parte do lixo, mas o incêndio voltou dentro do fundo de vale do manancial Lagoa Guará Mirim, área que deveria ser protegida.

Carcaças de peixes

Em outro local, morador de uma chácara vizinha à Escola Sesi, na Rua 21 de Abril, denunciou descarte de carcaças de peixe, o que configura outro crime ambiental.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole