- Atualizado em 15:26

Cidade

44644

Perto de 200 mutuários processam a Aterpa por causa de algum dano em residências do Beija-Flor

Advogada confirma que empresa não quer acordo

OSVALDO CRUZ - Perto de 200 dos 450 mutuários do Conjunto Habitacional Beija-Flor estão com ações em andamento referente a algum vício (problema) na construção de casas do bairro.

As unidades foram construídas pelo construtora Aterpa de Belo Horizonte e financiadas pelo programa "Minha Casa Minha Vida" do governo federal.

De acordo com a advogada, Talita Possari Manrique, os problemas vão desde infiltrações até entrada de água de chuva por rede elétrica, entre outros”, destacou.

De acordo com a advogada, os mutuários querem o acordo com a empresa, mesmo a empresa não. "Tanto que a justiça nem está mais determinando audiência de conciliação, já manda a Aterpa contestar direto. A nossa recomendação é que os moradores não mexam nos problemas das casas porque haverá perícia nos processos", orientou a advogada ao prever em média em dois anos a duração dos processos na Justiça.

Toque com amor - meio matéria 3

"Queremos que a Aterpa indenize os mutuários, que compraram e esperavam casas sem os vícios que elas apresentaram, mas infelizmente enfrentam esse problema", afirmou.

A profissional disse que outros mutuários que queiram ingressar com ações da mesma natureza contra a Aterpa ainda podem. A orientação é que procurem um advogado de sua confiança e ajuízem os processos com a mesma finalidade.

 

 

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole