Cidade

48428

Pazotto acusa Mazucato de agressão física

Prefeito nega e diz que vai tomar medidas contra difamadores

OSVALDO CRUZ - O vereador Roberto Pazotto (PP) denunciou publicamente em entrevista nesta manhã (19) ter sido agredido na última sexta-feira, 16, pelo Prefeito Edmar Mazucato (PSDB).

De acordo com Pazotto, o Prefeito o procurou em sua empresa por volta de 13 horas no dia dos fatos e teria perguntado se o vereador estaria sozinho. Diante da resposta positiva, Mazucato teria perguntado se ambos poderiam conversar, o legislador disse que sim e o Prefeito teria sugerido que a conversa fosse gravada.

"Eu afirmei que não era necessário, que como em outras oportunidades poderíamos conversar tranquilamente. E iniciamos o diálogo. O Prefeito questionou meu papel de vereador, o porquê eu estaria indo em determinados setores do Município para fiscalizar e eu disse que este era o meu papel", declarou Pazotto.

O vereador descreveu que em determinado momento da conversa foi acusado por Mazucato de ter roubado os cofres públicos. "Eu disse a ele que se realmente isto aconteceu ele deveria me representar ao Ministério Público para as devidas providências, frisando que tenho 75 anos de idade e nunca tive problemas com ninguém. Os ânimos foram exaltados e ao final da conversa ele desferiu um soco contra a minha boca, um contra minha testa e outro de um dos lados do rosto. Um dos socos cortou meu lábio e eu procurei atendimento na Santa Casa. Após as agressões o Prefeito foi embora", disse Pazotto.

O vereador, após passar por atendimento no Pronto Socorro local, procurou a Polícia Civil e pediu que a ocorrência de lesão corporal fosse lavrada. "Eu agora vou ser submetido a uma perícia no Instituto Médico Legal de Adamantina e depois vou aguardar o laudo. Ao término de todo procedimento pretendo encaminhar a documentação ao Presidente da Câmara, Homero Massatente (MDB) para as devidas providências porque entendo se tratar de algo sério. Sou um vereador no exercício de minhas funções. Além disto, tenho 75 anos de idade e fui agredido", disse Pazotto.

Mazucato nega agressão

Em entrevista à Rádio Clube e Califórnia FM o Prefeito Edmar Mazucato negou que tenha agredido o vereador. "Eu confirmo sim que fui até lá e tive uma conversa dura com o vereador. Estou sendo acusado de agressão, mas isto é assunto que será tratado peal Polícia Civil em que confio pela seriedade sempre. O que posso adiantar à população é que não fiz e nunca fiz nada que contrariasse a lei. O que houve foi uma discussão de políticos sobre questões administrativas", explicou Mazucato.

Na opinião de Edmar, o Vereador Pazotto tem ido aos setores da Prefeitura se passando por fiscal do Tribunal de Contas. "O vereador falta com a verdade porque o Tribunal não autoriza ninguém senão seus próprios servidores a fiscalizar. E outra coisa, o vereador tem que obedecer os trâmites para conseguir as informações que ele busca. Ele não pode chegar no setor e imaginar que os funcionários vão parar de fazer suas obrigações para atendê-lo naquele momento. A administração está com as portas abertas a quem quer que seja, até porque não há nada a esconder. temos uma gestão correta, sem irregularidades e com todas as contas aprovadas", disse Mazucato.

O prefeito enfatizou que na semana passada o Tribunal de Contas encaminhou  para exame da Câmara as contas do Poder Executivo referentes a 2017, todas aprovadas e com pareceres no mesmo sentido desde o Ministério Público de Contas, o Conselheiro Relator e demais membros da Câmara que analisou o processo. "Talvez o vereador não esteja contente com a aprovação das contas em todos os níveis", disse.

Já quanto à repercussão do caso nas redes sociais o Prefeito diz que tem se posicionado como um observador. "Muitas pessoas exageram, ofendem, mas estou acompanhando e guardando tudo o que é publicado. No momento certo as providências contra os ofensores serão tomadas", disse Mazucato.

Na opinião do Prefeito pode haver uma motivação política no caso. "Todas as manifestações que acompanhei pelas redes sociais estão envoltas a pessoas que estão em cargos públicos e são contrários a minha gestão ou têm pretensões políticas no ano que vem. Você não vê pessoas sem esse perfil fazerem ofensa pessoais ou até mesmo se manifestarem. Respeito o direito de opinião de todos, mas ofensas ultrapassam a liberdade de pensamento e vou tomar as minhas medidas. Contra inverdades também. O local externo a empresa do vereador, eu já vi, tem câmeras de monitoramento e vamos analisar as imagens", completou Mazucato ao mencionar que segue atento aos acontecimentos.
LabVida 309 (cidade) - 19/08/19

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole