Blog do Giu

48304

Operação Dedo Podre prende envolvidos em transferência de pontos e renovação ilícitas de CNH

Investigações começaram há um ano e meio

DRACENA - A Operação Dedo Podre, da Polícia Civil, prendeu quatro pessoas nesta quinta-feira nas cidades de Dracena, Ilha Solteira e em Selvíria (MS).

Por um ano e meio, a Polícia Civil investigou crimes de associação criminosa, corrupção ativa, corrupção passiva, falsidade ideológica e inserção de dados falsos em sistema de informações, relacionado transferência de pontos e renovação de carteiras de motoristas de forma ilícita.

Foram investigadas 191 pessoas e quatro deles tiveram suas prisões temporárias decretas e cumpridas por serem os mentores do esquema criminoso.

Em Dracena foi preso um proprietário de um escritório de recursos de multas de trânsito, em Ilha Solteira foram detidos dois proprietários de um escritório despachante e em Selvíria foi preso um servidor da autarquia de Agência de Trânsito, do Departamento Estadual de Trânsito do Mato Grosso do Sul.

A Polícia Civil do Estado de São Paulo contou com o apoio da Polícia Civil do Estado do Mato Grosso do Sul para execução dos serviços naquela unidade da federação.

O Delegado responsável pela Operação, Cléber Augusto Batista, explicou que a ação começou em março de 2018. Conforme apurado pela polícia, a associação criminosa movimentou aproximadamente de R$ 200 mil a título de suborno.

Um dos integrantes do grupo criminoso, morador de Dracena de 40 anos, dono da empresa de recursos de multas era o responsável pela captação dos clientes que tinham penalidades em seus prontuários de  CNH’s.

Após o pagamento de propina, os dados eram repassados para um escritório de despachante, localizado em Ilha Solteira, de propriedade de dois outros presos, ambos irmãos, de 47 e 56 anos.

De Ilha Solteira o processo fraudulento seguia para de Selvíria (MS), onde o Detran daquela cidade fazia “vistas grossas” para as penalidades e inseria os dados falsos nos sistemas Sul-Matogrossenses e limpava os pontos e multas dos infratores.

Com isso, o condutor do veículo, que havia pago a propina e declarado endereço falso, conseguia efetuar a transferência da CNH sem que fosse preciso cumprir as penalidades impostas ou a ser imposta pelo órgão de trânsito do Estado de São Paulo. Os detidos na operação serão trazidos para Dracena nesta quinta-feira (1).

Spoleta 142 (blog do giu) - 01/08/19

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole