- Atualizado em 01/07/2020 06:30

Blog do Giu

50837

É GOLPE: Osvaldo-cruzense sofre tentativa de Golpe da Capemi sob promessa de receber R$ 75 mil

Correspondência chegou em nome do escritório Kalil Di Santo Assessoria Jurídica, com endereço mencionado em Santos (SP)

OSVALDO CRUZ - Um osvaldo-cruzense procurou o Portal Ocnet e anunciou que foi vítima de uma tentativa do chamado "golpe da Capemi".

O golpe, que não é novo, funciona assim. A vítima recebe uma correspondência que menciona um crédito a receber através de um processo judicial de aproximadamente R$ 75 mil. O problema é que para receber o valor, a vítima deveria depositar R$ 8,7 mil de custas processuais e mais uma taxa de R$ 720 a titulo de habilitação.

O montante precisaria ser depositado em cinco dias úteis, sob pena de a vítima perder o direito ao suposto crédito. Na correspondência, o osvaldo-cruzense deveria ligar e falar com uma pessoa de nome Carmen Kalil Di Santo.

A vítima, mesmo sabedora de tratar-se de um golpe, entrou em contato com o número informado. Durante uma conversa, ao perceber que o osvaldo-cruzense tinha conhecimento jurídico, a pessoa do outro lado da linha desligou o telefone.

Fica o alerta

Anteriormente, o próprio Tribunal de Justiça de São Paulo já havia alertado a população que golpistas usaram indevidamente seu nome.

O modo de agir é igual ao aplicado em Osvaldo Cruz. A vítima recebe uma suposta notificação do Tribunal informando que foi determinado, em decisão de segunda instância, que o Judiciário estaria autorizado a viabilizar o levantamento de quantia em favor do próprio contribuinte ou beneficiário legal de processo.

Os falsos processos geralmente se referem a instituições de previdência privada, como a Capemi - Caixa de Pecúlios, Gboex, Montepio Mongeral e outras. O que chama a atenção é que a correspondência é enviada à residência da vítima.

Golpes anteriores, também alertados pelo TJSP, ocorreram em correspondências ou e-mails informando a existência de ações em favor de das vítimas e houve solicitação para que entrassem em contato.

O golpe mudou após atuação de alerta do TJ-SP

Após o Tribunal de Justiça do Estado fazer uma campanha de esclarecimentos, os golpistas mudaram a abordagem.

Agora, os estelionatários enviam uma notificação falsa. No documento, solicitam à vítima que entre em contato por telefone (informam o número). 

O Tribunal de Justiça recomenda que a população fique atenta a contatos dessa natureza e comunique o fato à polícia.

Dê sua opinião

Não serão aceitas mensagens com conteúdo calunioso, difamatório, injurioso, racista, de incitação à violência ou a qualquer ilegalidade, ou que desrespeite a privacidade alheia;


Comentários
 
Fechar

Lista Telefônica Online

Preencha um dos campos abaixo e faça a consulta

Telefone

 
 
 
Fechar
Rádio Califórnia Rádio Clube Rádio Max Rádio Metropole